Saulo Machado

Astrônomo amador, especialista em observação do céu, constelações, história das estrelas e etimologia astronômica. Membro do GaeA (Grupo de Apoio em Eventos Astronômicos)

Artigos mais comentados

  1. Cruzeiro do Sul – II — 30 comentários
  2. Plantão da descoberta – 06 a 12 de outubro de 2015 — 11 comentários
  3. 1.000 exoplanetas! — 10 comentários
  4. Plantão da descoberta: 10 a 16 de maio de 2016 — 9 comentários
  5. Etimologia: PLANETA — 9 comentários

Author's posts

Acrux, por que te chamam assim?

Em maio, a menor das 88 constelações reconhecidas pela União Astronômica Internacional alcança sua maior altura no céu nas primeiras horas da noite. Trata-se do Cruzeiro do Sul, que apesar de pequena é uma das mais famosas constelações, sendo estampada até em bandeiras de algumas nações. Sua estrela principal tem dois nomes bem conhecidos. Acrux …

Continue a ler

Regulus, por que te chamam assim?

  Quem tem observado o planeta Marte deve ter notado que atualmente ele se encontra próximo de uma estrela de brilho um pouco menor. Trata-se de Regulus, a principal estrela da constelação do Leão. Regulus é uma das estrelas notáveis visíveis nas primeiras horas depois do anoitecer, após o equinócio de março. Regulus tem origem …

Continue a ler

Alphard, por que te chamam assim?

Após o equinócio de Março, a maior das 88 constelações pode ser observada nas primeiras horas da noite. Trata-se da Hidra (Hydra), constelação originalmente chamada de Serpente no tempo dos babilônios. O nome atual deve-se aos gregos, eternizando um dos adversários de Hércules durante seus famosos Trabalhos, a Hidra de Lerna. Apesar da constelação ser …

Continue a ler

Procyon, por que te chamam assim?

Uma das estrelas de brilho notável que nesta época, nas latitudes equatoriais, tem aparecido próxima do zênite nas primeiras horas da noite, é o astro principal da constelação do Cão Menor, Procyon. Além de figurar entre as estrelas mais brilhantes do céu, Procyon é também uma das estrelas mais próximas do Sistema Solar, estando a …

Continue a ler

Póllux, por que te chamam assim?

A estrela mais brilhante da constelação dos Gêmeos é bastante conhecida como Póllux. Assim como Castor, Póllux é personagem da mitologia grega, cuja versão mais conhecida fala dos gêmeos, filhos da mesma mãe, mas com pais diferentes (um divino e outro mortal). Póllux era filho de Zeus. A origem do nome é incerta. O que …

Continue a ler

Castor, por que te chamam assim?

  Nesta época do ano a constelação zodiacal dos Gêmeos alcança seu ponto mais alto do céu nas primeiras horas da noite. Sem dúvida é uma das constelações mais notáveis do firmamento após o solstício de dezembro por causa de suas duas estrelas brilhantes. A constelação dos Gêmeos só recebeu este nome por causa de …

Continue a ler

Dois novos satélites em Júpiter!

IAU emite boletim sobre a descoberta de novos satélites em Júpiter, elevando para 67 o número de luas orbitando o gigante gasoso. Acesse aqui.

Hyadum Primus, por que te chamam assim?

Apesar de estar designada como Gama do Touro, esta estrela é apenas a décima mais brilhante da constelação. É a estrela que marca o vértice do alinhamento em forma de “V” do Touro. Seu nome, em latim, significa “A primeira das Hyades”. As Hyades, assim como as Plêiades, são aglomerados visíveis a olho nu. As …

Continue a ler

Elnath, por que te chamam assim?

Chegamos à estrela mais brilhante do Touro depois de Aldebaran, chamada Elnath. Ela se situa um pouco afastada do alinhamento que corresponde à face do Touro, o notável “V” que surge no alto do céu, nas noites após o solstício de dezembro. Esta estrela faz parte de um asterismo bem conhecido entre os astrônomos, o …

Continue a ler

Aldebaran, por que te chamam assim?

  Uma das mais notáveis constelações desta época do ano é a do Touro, talvez a constelação mais antiga que se tem registro. Sua posição vizinha à constelação do Órion e seu alinhamento principal em forma de “V” (ou “A” para outras latitudes) a torna facilmente identificável a olho nu. Sua estrela mais brilhante, Aldebaran, …

Continue a ler

Load more