Category: Estrelas

Posts sobre estrelas.

Telescópio espacial Kepler confirma primeira deteção, 10 anos depois

Uma equipa internacional, que incluiu Tiago Campante do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), confirmou o primeiro candidato a exoplaneta identificado pelo telescópio espacial Kepler (NASA), observado há cerca de 10 anos. A confirmação do exoplaneta Kepler-1658 b foi aceite para publicação na revista The Astronomical Journal. Para Tiago Campante (IA & Faculdade …

Continue a ler

Será M31N 2008-12a a principal candidata a Supernova?

Na nossa galáxia vizinha, Andrómeda, existe uma nova absolutamente notável, denominada por M31N 2008-12a. Uma nova é uma explosão nuclear que ocorre numa estrela, causada pela acreção de hidrogénio à superfície duma anã branca que conduz ao início de reações nucleares (as novas não devem ser confundidas com supernovas). Com 11 erupções já identificadas, incluindo …

Continue a ler

Catálogo de Messier: M43 e a Nebulosa da Cabeça do Cavalo

O Céu da Semana traz dicas de observação astronómica para esta semana, e o professor Gustavo Rojas fala sobre a famosa Nebulosa da Cabeça do Cavalo.

Catálogo de Messier: M42 – a Nebulosa da Orion

O Céu da Semana traz dicas de observação astronómica para esta semana, e o professor Gustavo Rojas fala sobre a famosa Nebulosa de Orion.

NGC 1466

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos o aglomerado globular NGC 1466, que se encontra a cerca de 160.000 anos-luz de distância da Terra. Este aglomerado de estrelas tem uma massa equivalente a 140.000 sois e tem cerca de 13,1 mil milhões anos de idade – é quase tão antigo como o Universo! Fonte: …

Continue a ler

Aglomerados dentro de aglomerado

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos o centro do Aglomerado de Galáxias da Coma, que contém mais de 1000 galáxias e que se encontra a cerca de 320 milhões de anos-luz de distância da Terra. Uma equipa de astrónomos detectou mais de 22.000 aglomerados globulares de estrelas neste local. Alguns deles formaram uma …

Continue a ler

Teia cósmica

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos a teia cósmica denominada SNR 0454-67.2 , que se encontra na Grande Nuvem de Magalhães. É um remanescente de supernova de tipo Ia. Ou seja, nasceu de forma violenta, após a explosão de uma estrela anã branca. Fonte: Space Telescope

Gerações diferentes

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos o aglomerado estelar NGC 1866, que contém centenas de milhares de estrelas. Ao contrário da maioria dos seus irmãos, este aglomerado globular é jovem. Ou melhor, ele contém diferentes populações/gerações de estrelas. Provavelmente o que aconteceu é que: após a formação da primeira geração de estrelas, o …

Continue a ler

Galáxia azul

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos a galáxia-anã ESO 338-4, que se encontra a cerca de 100 milhões de anos-luz de distância da Terra. A sua intensa luz azul vem das regiões de formação estelar, com jovens estrelas azuis. Esta forte formação de estrelas deve-se a um encontro gravitacional recente com outra galáxia. …

Continue a ler

Luzes celestiais

Nesta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble vemos o aglomerado globular NGC 1898, que se encontra perto do centro da Grande Nuvem de Magalhães – uma das galáxias anãs satélites da nossa Via Láctea. Esta galáxia anã tem uma população rica em aglomerados estelares, fazendo dela um laboratório ideal para estudar a formação estelar. Os …

Continue a ler

Load more