Google+

Arquivo por Categoria: Enxames

Enxames Estelares

Abr 12

A constelação de Hércules

O Céu da Semana traz dicas de observação astronómica para esta semana, e o professor Gustavo Rojas fala sobre a constelação de Hércules e o seu famoso aglomerado Messier 13.

Abr 03

O Covil de Eta Carinae

A Nebulosa de Carina, também conhecida por NGC 3372, faz parte de um gigantesco complexo de formação estelar situado a cerca de 7500 anos-luz, na direcção da constelação austral homónima. É sem dúvida a mais espectacular nebulosa visível a partir da Terra mas, infelizmente, só é observável a partir de latitudes meridionais. Provavelmente por este …

Continue a ler »

Abr 02

NGC 602

O jovem aglomerado estelar NGC 602 tem somente 5 milhões de anos de idade. Ele encontra-se perto da Pequena Nuvem de Magalhães, a galáxia-satélite da Via Láctea que se encontra a cerca de 200 mil anos-luz de distância. NGC 602 encontra-se rodeado de gás e poeira de nascença das estrelas. O material poeirento da imagem …

Continue a ler »

Mar 21

Buraco Negro e Anã Branca Formam Par Exótico em Enxame Globular

Uma equipa de astrónomos liderada por Arash Bahramian, da Universidade de Alberta, utilizou os telescópios espaciais Chandra e nuSTAR, da NASA, e o radiotelescópio Australia Telescope Compact Array (ATCA) para descobrir um sistema binário excepcional, composto por uma anã branca e um buraco negro que orbitam a uma distância inferior a 2.5 vezes a distância …

Continue a ler »

Mar 16

Hiper-gigante

Westerlund 1 é um jovem aglomerado estelar que se encontra a cerca de 15 mil anos-luz de distância da Terra. Westerlund 1-26 é uma das estrelas neste aglomerado. Esta estrela é uma das maiores alguma vez descobertas. É uma estrela supergigante vermelha, por vezes classificada como hiper-gigante, com um raio 1500 vezes maior que o …

Continue a ler »

Fev 23

47 Tucanae: um buraco negro de massa intermediária se esconde dentro de um aglomerado globular gigante?

Praticamente todos os buracos negros conhecidos pertencem a duas principais categorias: pequenos buracos negros com uma massa correspondente a vários sóis e buracos negros supermassivos com milhões ou bilhões de vezes a massa do Sol. Os astrônomos também julgam que existam buracos negros de massa intermediária, que teriam entre 100 e 10.000 vezes a massa …

Continue a ler »

Jan 19

Nebulosa da Tromba do Elefante

A Nebulosa da Tromba do Elefante, também chamada de vdB 142, tem um comprimento de 20 anos-luz e encontra-se a cerca de 3000 anos-luz de distância da Terra. O que se vê é poeira interestelar e gás frio que se tornam berçários estelares, fomentando a formação de estrelas. Na verdade, estas nuvens escuras escondem proto-estrelas …

Continue a ler »

Dez 28

NGC 6357: um local de maravilhas cósmicas

Com o Observatório Espacial de Raios-X Chandra, foi possível ver o interior de NGC 6357, um aglomerado de aglomerados, já que possui pelo menos três aglomerados estelares, com muitas estrelas jovens, quentes, luminosas e maciças. As jovens estrelas emitem intensa radiação, que gera cavidades ou bolhas nas nuvens de gás e poeira. Esta região encontra-se …

Continue a ler »

Nov 23

Centenas de Buracos Negros em Aglomerado Globular

Existe um tipo de objeto chamado de aglomerado globular de estrelas, que guarda muitos mistérios. Os aglomerados globulares são coleções esféricas de estrelas que têm uma órbita ao redor do centro de galáxias, como a Via Láctea. Com essa grande quantidade de estrelas, relativamente próximas, será que um aglomerado globular não seria um local ideal …

Continue a ler »

Nov 19

A teia cósmica da Nebulosa da Tarântula

A Nebulosa da Tarântula é a maior e mais complexa região de formação estelar em toda a vizinhança da nossa galáxia. Localizada na Grande Nuvem de Magalhães (LMC – Large Magellanic Cloud), uma galáxia satélite da nossa Via Láctea, a aparência que lembra uma aranha é responsável pelo nome popular dessa região: “A Nebulosa da Tarântula“. Contudo, …

Continue a ler »

Artigos mais antigos «

Ir buscar mais items