Tag: Telescópio Espacial Hubble

Enxame globular de estrelas 47 Tucanae – APOD

O enxame globular 47 Tucanae é uma caixa de joias do céu do sul. Também conhecido como NGC 104, ele percorre o halo de nossa Via Láctea juntamente com mais de 150 outros enxames globulares de estrelas. O segundo deste tipo de objeto mais brilhante (depois de Omega Centauri) como visto da Terra, 47 Tucanae …

Continue a ler

NGC 2440: pérola de uma nova anã branca – APOD

Como uma pérola, uma estrela anã branca brilha mais depois de se libertar de sua concha. No entanto, nessa analogia, o Sol seria um molusco e sua concha descartada teria o brilho mais bonito entre todas! A concha de gás e poeira acima, a nebulosa planetária designada NGC 2440, contém uma das estrelas anãs brancas mais …

Continue a ler

MyCn18: uma nebulosa planetária em forma de ampulheta – APOD

As areias do tempo estão acabando para a estrela central desta nebulosa planetária em forma de ampulheta. Com o seu combustível nuclear esgotado, esta fase breve, espetacular e final da vida de uma estrela semelhante ao Sol ocorre enquanto suas camadas externas são ejetadas – seu núcleo torna-se uma fraca anã branca que vai se …

Continue a ler

Halo Gigante Envolve a Galáxia de Andrómeda

Uma equipa de cientistas usou o Telescópio Espacial Hubble para estudar a forma como a luz ultravioleta de quasares distantes posicionados em torno da Galáxia de Andrómeda era atenuada. Neste processo descobriu que a galáxia está envolvida num enorme halo de gás ionizado, difuso e invisível. Com esta descoberta, a galáxia passa a ser 10 …

Continue a ler

Galáxia espiral maciça e próxima NGC 2841 – APOD

Ela é uma das galáxias mais maciças conhecidas. A apenas 46 milhões de anos-luz de distância, a galáxia espiral NGC 2841 pode ser encontrada na constelação boreal da Ursa Maior (em latim: Ursa Major). Esta visão nítida deste magnífico universo-ilha mostra um núcleo amarelo e um disco galáctico impressionantes. Faixas de poeira, regiões de nascimento …

Continue a ler

Enxame e região de nascimento de estrelas Westerlund 2 – APOD

Localizado a 20.000 anos-luz de distância na constelação da Carenagem (ou Quilha; em latim: Carina), o jovem enxame e região de nascimento de estrelas Westerlund 2 preenche esta cena cósmica. Capturado com as câmeras do Hubble em luz visível e infravermelho próximo, esta imagem impressionante, mostrando um aparente fogo de artifício celestial, foi feita para a comemoração …

Continue a ler

Galáxia anelar AM 0644-741 pelo Hubble – APOD

Como poderia uma galáxia ficar com o formato de um anel? A argola da galáxia fotografada aqui é uma imensa estrutura em forma de anel com 150.000 anos-luz de diâmetro, composta por estrelas recém-nascidas maciças e extremamente brilhantes. Essa galáxia, AM 0644-741, é conhecida como uma galáxia anelar e foi causada por uma imensa colisão …

Continue a ler

Europa celebra 25 anos do Telescópio Espacial Hubble

No próximo dia 23 de abril, a Agência Espacial Europeia (ESA), em parceria com centros de ciência por toda a Europa, comemora 25 anos de sucessos do Telescópio Espacial Hubble (ESA/NASA). Este evento tem como destaque a revelação de um painel, com uma imagem inédita, que marca um quarto de século do Hubble. O Planetário …

Continue a ler

Dois Planetas em Alfa do Centauro B?

Em Outubro de 2012, uma equipa de astrónomos liderada por Xavier Dumusque, do Observatório de Genebra, publicou um artigo na revista Nature onde anunciava a descoberta de um planeta em torno da estrela Alfa do Centauro B, uma das componentes do sistema triplo Alfa do Centauro, o mais próximo do Sol, a apenas 4.3 anos-luz. …

Continue a ler

A Matéria Negra é Pouco Sociável

Na década de 30 do século XX, o astrónomo americano de origem suíça Fritz Zwicky descobriu que os movimentos das galáxias no interior de enxames só poderiam ser explicados se existisse uma enorme quantidade de matéria negra (invisível) envolvendo-as. Umas décadas mais tarde, nos anos 70, a astrónoma americana Vera Rubin descobriu que todas as …

Continue a ler

Load more