O céu e a poesia

Livro: “Mitos, Mundos e Medos. O Céu na Poesia Portuguesa”

Da autoria de Joaquim Fernandes, a obra faz o primeiro grande inventário histórico das ligações e relações entre a Poesia e a Astronomia, e suas variantes, ao longo das diferentes épocas da lírica nacional e dos seus criadores.

“A nossa retrospectiva recupera alguns tópicos de uma mitologia popular enraizada no tempo profundo, pontilhada de superstições, conjuras e ritos associados aos corpos celestes, passando pela descoberta de um novo céu e uma nova astronomia, já reconhecidos, por exemplo, pelo nosso bem informado Camões, na viragem do Renascimento, graças aos trabalhos notáveis de Pedro Nunes; percorremos depois a galeria dos poetas da Arcádia, dos pré-românticos, românticos, simbolistas e demais sensibilidades do século XIX, em retratos ora mais científicos ora mais líricos do firmamento e do céu, para nos determos na atribulada recepção popular ao cometa de Halley, na Primavera de 1910, em Portugal”.

Joaquim Fernandes, da “Introdução”.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.