Como separar fatos de ficção na internet

931248_570843799602868_634289535_n

Como indivíduos altamente preocupados com o discernimento entre a informação real e as fraudes, constantemente nos deparamos na internet com informações intrincadas que, até para quem já está acostumado a filtrar informações tem dificuldades em separar o que é fato do que é ficção. Isso porque o fluxo de informações na internet é tão rápido, e encontrar outras informações na internet, como imagens antigas, ou fazer montagens num photoshop, se tornou algo tão fácil de fazer que em minutos é possível ter uma enxurrada de informações falsas que se misturam com as verdadeiras, e separar o joio do trigo acaba sendo uma tarefa complexa.

Quando você terminar de ver o vídeo a seguir, haverá 864 horas a mais de vídeos no Youtube e 2.5 milhões de fotos a mais no Facebook e no Instagram. Como podemos filtrar a verdade neste dilúvio de informações? No TEDSalon em Londres, Markham Nolam compartilha as técnicas que sua equipe utiliza para verificar informações em tempo real, para saber se aquela imagem da Estátua da Liberdade foi falsificada ou se aquele vídeo que vazou sobre a Síria é legitimo ou não.

Vale muito a pena assistir, pois este tema toca particularmente no tema dos sites pseudos, que frequentmente divulgam notícias falsas, mas às vezes divulgam informações verdadeiras que, para serem melhor compreendidas, precisam ser avaliadas em todo o seu contexto (coisa que os sites pseudos não fazem, muitas vezes propositalmente para forçar sua perspectiva).

Veja o vídeo com legendas em português no Site do TED.

2 comentários

  1. amalia é lamentável vires criticar algo que esta correto, mas para ficar claro aqui fica uma pequena informação,

    O novo Acordo Ortográfico entrou em vigor em Janeiro de 2009. Mas, até 2015, decorre um período de transição, durante o qual ainda se pode utilizar a grafia actual.
    o que não significa que não se pode escrever da forma do novo acordo ortográfico, alias é o que se deve fazer .

    Amália Nunes escreveu-
    Em Portugal, faCto, continua a escrever-se com um C. E o título, em português, contém um erro ortográfico, cada vez mais comum, infelizmente.

    erro acho que vem do teu conhecimento, mas isso cada um é como cada qual …

    abraços, e já agora bom tópico Rafael Rodrigues.

    • Amália Nunes on 26/08/2013 at 18:20
    • Responder

    Gostaria de deixar uma sugestão: eu sei que este artigo foi escrito por um brasileiro e que o site Astro PT promove o intercâmbio do conhecimento entre Portugal e Brasil. Mas, na minha opinião, os autores em Portugal deviam atender à ortografia correcta, independentemente de se adoptar o AO 90 ou não. Em Portugal, faCto, continua a escrever-se com um C. E o título, em português, contém um erro ortográfico, cada vez mais comum, infelizmente. Sou leitora assídua do vosso blog, tenho uma grande consideração por todos os que aí escrevem, identifico-me com os conteúdos, mas tenho muita dificuldade em lidar com o mau uso da nossa língua.
    Nota: em português do Brasil, sim, escreve-se fato.

Responder a paulo santos Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.