Nome de Estrelas e Terrenos na Lua

A tenista Jelena Jankovic recebeu como prenda da sua patrocinadora uma estrela com o seu nome (JJ) na constelação Hércules.
jankovic
Como é óbvio, oficialmente a estrela não tem mesmo o nome dela.
Mas ainda mais interessante na notícia do Record foi perceber que o/a jornalista não sabe distinguir uma estrela duma constelação!
🙁

Já se sabia que existem milhentas empresas que vendem o nome de estrelas, como se qualquer pessoa ou empresa pudesse mudar o nome às estrelas. Ou seja, as estrelas não mudam mesmo de nome, mas as pessoas ficam felizes por ter um certificado feito em computador a dizer que uma certa estrela tem o nome delas – e pagam um balúrdio para isso.
Mas, atentem, é tudo FALSO!

A empresa mais conhecida e com mais sucesso a nível internacional neste negócio é a International Star Registry, mas felizmente estes são honestos ao ponto de dizerem: “The star name given by an individual person is NOT recognized by any official astronomical institution. It’s just a novelty gift.”

Só a União Astronómica Internacional pode dar nome às estrelas, e o nome é dado por motivos científicos, e NUNCA por motivos comerciais, para ganhar dinheiro, ou porque certa pessoa quer o nome dela!
Leiam aqui tudo o que a IAU diz sobre este negócio.

Podem também ler aqui sobre catálogos de estrelas e os seus nomes.

moon-land.gif
Em 1967, as Nações Unidas, com o seu Outer Space Treaty, declarou que nenhum governo poderia ser declarado detentor da Lua. Mais tarde um novo tratado declarou o mesmo para as empresas, e alargou os terrenos aos outros planetas e luas do sistema solar. Mas além de poucos países o assinarem, o tratado esqueceu-se das pessoas individuais.
Assim, em 1980, Dennis Hope declarou que era o dono de todos os planetas e luas do sistema solar, excepto a Terra. E vai daí, começou a vender terrenos em vários sítios extraterrestres. E anda a fazer $$$ aos pontapés!
No início deste ano, fãs galeses de Star Wars, que se consideram Jedi, compraram parte da Lua e estabeleceram lá o Galactic States of Jediism. Eles pertencem à Igreja dos Jedi e querem criar uma nação de Jedi na Lua, que até já tem governo, constituição e uma família real! O objectivo é ser uma nação de treino para os Jedi.
Desta vez foi o patrão do clube Chelsea, Roman Abramovich, que comprou e ofereceu à sua noiva, Daria, um pedaço da Lua.
40 hectares da Lua bastante caros porque se encontram na parte que é observável a partir da Terra.
Como se o certificado valesse realmente alguma coisa!
Cerca de 3 milhões de pessoas já compraram terrenos similares. Entre os compradores encontram-se o antigo presidente norte-americano Jimmy Carter, Tom Cruise e John Travolta (estes dois últimos devem ter comprado para a Igreja da Cientologia).
Leiam aqui em português, e aqui em espanhol.
Se quiserem comprar alguma coisa, cliquem aqui, ou aqui.

A excepção a todas estas MENTIRAS sobre compra de terrenos e de nomes de estrelas, é que se pode realmente dar nomes a… asteróides. Ou pelo menos, pode-se sugerir um nome. Mas é o descobridor que o faz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.