OVNIs em Londres de novo?

Há 3 dias atrás, escrevi um post sobre os supostos OVNIs em Londres deste ano, que não passam de uma manobra de marketing de uma empresa Londrina.
Claro que há sempre os crentes, que vêem “fantasmas” em todo o lado, que tendem sempre para o lado pseudo, e por isso nunca ficam satisfeitos. E o que fazem? Usam a estratégia pseudo de apelar ao “unfalsifiable”.
Como se sabe, qualquer pensamento lógico, racional, científico, é falsificável. Por exemplo, se eu disser que se saltar do topo de um prédio vou cair cá em baixo, isso é uma afirmação falsificável, porque pode estar correta ou não, e para isso basta fazer a experiência.
Quem utiliza uma mentalidade pseudo, opta pela estratégia da não-falsificação, que serve só um propósito: promover a confusão de modo a enganar a audiência. Por exemplo, um pseudo pode dizer que está uma fada debaixo da mesa. Essa é uma afirmação falsificável. Faz-se a experiência e não está lá (tal como não estão duendes, unicórnios, o Pai Natal, ou o Monstro de Esparguete Voador). Pronto, assunto arrumado. Mas para a mentalidade pseudo, o assunto não está arrumado. Porque para essa mentalidade, se a fada (ou duende, ou unicórnio, ou Pai Natal) não está debaixo da mesa, então é porque está debaixo da cama. Se virmos debaixo da cama e não estiver, então está na banheira… etc… etc… etc… ad infinitum. Ou seja, a mentalidade pseudo interpreta os resultados negativos, como sendo positivos noutro lado. Por isso é que é uma mentalidade pseudo, porque torna tudo não-falsificável.
A mentalidade pseudo não aceita o resultado negativo de um evento pelo evento em si, mas imagina logo que esse resultado negativo poderá ser positivo noutro evento independente que se lembram de inventar.

Isto passa-se concretamente no tema dos OVNIs.
Os crentes em conspirações, que obviamente têm uma mentalidade pseudo, nunca ficam satisfeitos com o resultado de um avistamento, e este não passar de uma causa terrestre. Os crentes, os pseudos, vão logo imaginar que se este evento era terrestre, então outro qualquer terá que ter uma explicação muito mais fantasiosa. E o outro a seguir tendo uma explicação terrestre, vão logo imaginar conspirações para o próximo… e assim sucessivamente. Não aprendem nem querem aprender, mas seguem sempre uma estratégia pseudo de não-falsificável.
A crença deles (em fadas, em OVNIs, no Pai Natal) tem que estar correta. Por isso, se o resultado dá negativo, então eles acreditam (não passa de uma crença) que tem que ser positivo no próximo. É sempre no próximo…

Ora, o facto dos OVNIs de Londres deste ano serem fruto de campanhas de marketing, não demove os crentes obcecados por conspirações.
Se os deste ano são falsos, então certamente que não se consegue explicar convenientemente os do ano passado!
Sim, isto foi o que me foi dito numa mensagem que me enviaram!
E mais, acusaram-me de afirmar que isto são mentiras sem primeiro tentar saber o que são!
Enfim… mas será que estas pessoas lêem os meus posts, a net-investigação que faço (já que não posso ir ao terreno), e as explicações que dou?
Contra as crenças cegas dos que têm uma mentalidade pseudo, pouco há a fazer…

Já agora, a explicação para os OVNIs em Londres do ano passado… que os pseudo obviamente não querem saber:

Estes foram os vídeos que “aterrorizaram” o Reino Unido no ano passado:



Todos os vídeos são da mesma coisa.
A moda destas luzes começou a pegar em 2007… e a partir daí foi em crescendo, tendo mais e mais publicidade. Claro que a internet permite uma divulgação de vídeos e conspirações que antigamente não era possível.
Cerca de 200 mil “luzes” deste género são “largadas” pelo céu só nos meses de Verão.

Os próprios sites dos conspiradores apressaram-se a dizer que isto não tinha nada de extraterrestre, e que por isso as pessoas não deviam confundir estas coisas com mistérios (como alguns continuam a confundir!).
Como podem ler em alguns desses sites, isto são as chamadas Lanternas Chinesas ou Lanternas no Céu. Leiam explicações mais detalhadas aqui, aqui, e aqui.

Muita gente não está nada contente com esta moda, porque estes balões têm incendiado várias coisas e têm morto muitos animais (que comem os arames depois dos balões caírem).

Imaginem o que seria, no Porto, todos os dias ser S. João, e em vez de se ver um punhado de balões no céu numa noite, ver-se centenas de balões todas as noites. Seriam eventos fantásticos.

Imaginem agora que alguns filmavam isso, punham na net… e apareciam logo os pseudos a dizer que aquilo era misterioso… e os crentes obcecados por conspirações iam atrás…

Enfim… a paciência que temos que ter para ler e responder a certas mensagens…

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. vc poderia me responder uma coisa que eu vi no meu sitio?
    vi uma grande esfera de fogo passadando em cima de mim, e depois voltando e subindo muito rapido. isso aconteceu faz um mes mais ou menos.Gostaria que dissese oq poderia ser.

    1. Talvez um meteoro.

    • Emerson Coimbra on 02/09/2011 at 03:26
    • Responder

    Bom conhecer pessoa tão conhecedora de assuntos cientificos, que talves possa esclarecer-me o que foi que eu presenciei no inverno de 1996 as 03:30h da madrugada no bairro vila izabel na cidade de Curitiba capital do Estado do Paraná, Brasil.
    Era uma esféra com uma luminosidade branca como as lampadas fluorescentes porem ela não emitia alos luminosos em sua volta, se fosse possivel coloca-la em uma sala escura veríamos apenas a lúz condensada dentro desta esféra e ela não iluminaria o ambiente. A sua velocidade era aproximadamente dez vezes a velocidade de um avião comercial e não emitia nenhum tipo de som. Pude observa-la voando como se estivesse em queda no sentido oeste – sul sumindo no horizonte e após então reaparencendo do sul rumo norte sobrevoando por cima de mim a uma altura aproximada de mais ou menos cem metros de altura.
    Ficarei muito grato se puder me ajudar a esclarecer este fato.

    1. Não lhe posso dizer o que viu, porque não há evidências (fotos, videos, por exemplo) do que aconteceu.
      Memória de há 15 anos atrás não é confiável, porque poderá ter, mesmo que inconscientemente, criado alguns aspectos e esquecido de outros.
      Mas se estava em queda… poderá ter sido um meteoro.
      Sugiro que leia a nossa categoria de OVNIs e veja algumas das fotos e vídeos por lá, que pode ter sido um objecto parecido com os muitos que já existem aqui.

      abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.