Descoberto OVNI no fundo do mar?

Uma equipa sueca de caçadores de tesouros descobriu um disco de 18 metros, e 300 metros de marcas de impacto, no fundo do oceano.
O disco foi encontrado no dia 19 de Junho, a cerca de 90 metros de profundidade no golfo da Botnia, algures entre a Finlândia e a Suécia.
“Vemos todos os tipos de coisas estranhas nesta profissão, mas nos meus 18 anos como profissional, nunca vi nada como isto. A forma é completamente redonda… um círculo”, afirma o líder da equipa, Peter Lindberg.
Leiam o artigo no Exame Informática.

Já a Space.com dá mais algumas informações:
– a notícia foi veiculada inicialmente pelos tablóides suecos (sensacionalismo) e por sites de OVNIs.
– o que se vê no sonar pode ser muitas coisas. Ser uma nave extraterrestre, como alguns inventam logo, é a hipótese menos racional.
– também pode ser um Cylon, da Battlestar Galactica, ou o Millennium Falcon, da Guerra das Estrelas. Se é para inventar, ao menos seja-se mais criativo.
– as hipóteses mais prováveis são uma formação natural ou um objecto humano que afundou.
– quando se descobriu a “Bimini Road”, perto das Bahamas, os conspiradores também disseram logo que tinha sido feita pela civilização da Atlântida. Afinal, é uma formação natural.
– incrível que por alguém ver algo arredondado pensa-se logo em Discos Voadores, quando a ideia de Disco Voador foi um erro de um jornalista.
– aliás, o objecto até pode não ser redondo. O Lindberg diz que sim, mas a verdade é que a imagem de sonar tem muito pouca resolução, logo não se pode tirar conclusões.
– quanto às “marcas de impacto” são linhas perto do objecto que podem nem ter nada a ver com ele.
– porventura a mais importante evidência que isto não é nada de especial (extraterrestre) é que o próprio Lindberg já disse que a sua equipa iria ignorar o objecto. Se ele pensasse que o objecto era extraterrestre, então ficaria famoso para todo o sempre, e ganharia triliões de euros, certamente – para quem caça tesouros, este era o Jackpot! No entanto, se fôr uma formação natural, então só vai perder tempo e dinheiro. Ele decidiu que o objecto não vale a pena. Tradução: é uma formação natural !

29 comentários

2 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Antonio Sousa on 27/09/2013 at 12:26
    • Responder

    Se calhar trata-se disto….

    http://www.foundation3d.com/uploads/studio/2008/11/2356-20-199024.jpg

    Afinal a serie mais nova acaba com eles a colonizar e a dar conhecimento aos humanos…

  1. Recentes pesquisas sobre o estranho objeto no mar báltico; Atualizando a sua critica.

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=yolJZdBghRY

  2. “Mysterious’ Baltic Sea Object Is a Glacial Deposit”: http://www.livescience.com/22846-mysterious-baltic-sea-object-is-a-glacial-deposit.html

    « The divers recently gave samples of stone from the object to Volker Brüchert, an associate professor of geology at Stockholm University. Swedish tabloids quote Brüchert as saying: “I was surprised when I researched the material I found a great black stone that could be a volcanic rock. My hypothesis is that this object, this structure was formed during the Ice Age many thousands of years ago.”

    In other words, an expert appears to back up their claims that this seafloor object is unexplained, and perhaps is an Atlantis-like ancient building complex. To double check, Life’s Little Mysteries consulted that expert. Turns out, neither he, nor any of the other experts contacted about the Baltic Sea object, think there is anything mysterious about it.»

    Isto faz-me lembrar a treta dos misteriosos monumentos submersos junto ao Japão (http://en.wikipedia.org/wiki/Yonaguni_Monument), alguns até lhes chamam pirâmides (não devem seguir a definição do dicionário).

    Em 1999, o pseudo Graham Hancock convidou peritos para avaliarem as estruturas e gravar um documentário, só que, através da edição de imagens, distorceu tudo aquilo que os peritos disseram. Na verdade todos concordaram que eram apenas formações naturais sem nada de especial. Mas claro, documentários que mostram pirâmides construídas por extraterrestres ou uma civilização perdida super-avançada dá muito mais dinheiro do que documentários realmente educativos. Algo que a History Channel há muito já se apercebeu. O jornalista Peter Hadfield, então a trabalhar para a revista New Scientist investigou o caso:

    http://www.newscientist.com/article/mg16422143.300-all-at-sea.html (é preciso ser subscritor)

    http://www.youtube.com/watch?v=07NMglQX6gE (vídeo do canal do Peter Hadfield onde fala sobre o caso, ver a partir dos 12m58s, apesar de todo o vídeo ser interessante pois fala dos truques de edição de imagem dos pseudos)

    1. É impressionante como os vigaristas/pseudos distorcem as informações de quem tem o conhecimento…

      Obrigado, Marco, por nos trazeres de volta à realidade 😉

  3. Mais algumas informações, nos comentários deste post:
    http://www.astropt.org/2012/06/29/albuns-de-nao-ovnis/

    Sugiro nomeadamente o comentário do Cavalcanti:
    http://www.astropt.org/2012/06/29/albuns-de-nao-ovnis/comment-page-1/#comment-57257
    “Eles abordam um trecho em que um correspondente (residente do Paraguai) da revista UFO trocou vários e-mails com o Äsberg, membro do grupo, onde não respondia ou desconversava em várias perguntas. A tal equipe, ao que tudo indica, vai lançar um documentário, em breve, com uma emissora de TV, sobre essa treta do mar Báltico. Inclusive, a CNN mostrou um vídeo do Peter Lindberg e, num determinado momento, ao lado de um submarino – submarino fretado este que levará turistas para verem o “enigma”. Ou seja, viagens turísticas:
    http://edition.cnn.com/2012/01/28/world/europe/swedish-shipwreck-hunters/index.html

  4. Parece-me que está a ficar demasiado “ficheiros secretos”… ou seja, deixa de ser científico, e passa a ser episódios de ficção 😛
    http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2164912/UFO-the-Baltic-Sea-cuts-electrical-equipment-divers-200m.html#ixzz1z9S0CQYB
    “Divers say phones and some cameras switch off when close to the object” <--- mito.

  5. Novidades. Chegaram perto e tiraram fotos. Não é uma espaçonave..rsss. mas não sabem ainda o que é.

    gizmodo.com/5918762/divers-explore-mysterious-spaceship+shaped-object-in-baltic-sea

    • Fernando Ramos on 15/06/2012 at 23:57
    • Responder

    Nem mais.
    No entanto sejao que for está coberto com aquele mnto de…lodo? Areia?

    Embora também tenha 99,9% de certeza que se trata de algo natural, deixo os 0,1% para ualquer outra possibilidade.
    Aliás, os fanáticos da ovnilogia vão sempre dizer que por baixo daquilo está algo mais do que natureza…

      • Fernando Ramos on 15/06/2012 at 21:20
      • Responder

      Actualizações:

      Natureza do “objecto”
      http://www.oceanexplorer.se/

      Vídeo:
      http://www.expressen.se/tv/nyheter/inrikes/

      1. Excelente. Obrigado 🙂

        É pena eles não detalharem a investigação… 🙁

        A mim continua-me a parecer uma formação natural, que eles, naturalmente, dão a aura de mistério para poderem ter publicidade 😉

    • Fernando Ramos on 05/02/2012 at 21:56
    • Responder

    Caro Carlos Oliveira, reparei que como homem da ciência, mantém o seu espírito científico a funcionar perante casos estranhos à ciência.
    Também eu, enquanto curioso interessado em ovnilogia à mais de 30 anos, faço uma selecção do que leio e vejo e geralmente, para mim, a esmagadora maioria do que leio, ouço e vejo na net ou são más interpretações por desconhecimento ou fraudes inocentes ou então fraudes com fins lucrativos.

    Neste caso exposto aceito a sua conclusão mas não de forma tão conclusiva como a sua. Prefiro esperar a descida ao local e os “relatórios” que daí saiam.

    Mas em alguns casos prefiro deixar em aberto a possibilidade.
    Têm acontecido muitas descobertas na ciência nos últimos (recentes) anos que têm colocado em causa muitos dogmas da ciência.
    Os cientistas têm uma resistência ao que é novo e ao que sai do seu conhecimento. As razões são várias.

    O que quero dizer com toda esta conversa é que em vez da ciência denegrir, deitar abaixo, cruzar os braços, etc a alguns indícios que podem ser interessantes e importantes e que por vezes só ela têm os recursos necessários para a investigação, devia antes de mais partir em direcção ao seu esclarecimento em vez de ficar à espera que outros (não académicos) o façam.

    (isto não é uma critica, é uma espécie de desabafo e uma constatação)

    1. Olá Fernando,

      Eu respeito a sua crítica/desabafo 😉 até porque sou um dos que gosta do tema OVNIs 😉

      Do assunto em causa, não é OVNI, mas parece ser uma formação interessante… ao longe (o próprio sonar tem problemas). Ao “perto” poderá não ser nada de especial 😉

      Sabe que o espírito crítico, que usamos todos os dias milhares de vezes, baseia-se em probabilidades.
      http://www.astropt.org/2011/05/21/profecias-da-ciencia/
      ´”Note-se que a ciência não nega que possa ser um unicórnio voador invisível.
      Simplesmente, é mais provável as outras explicações. E só as testando (por exemplo, olhando para o ponteiro da gasolina, que é sinónimo de ter mais conhecimento sobre o assunto), podemos chegar à explicação correta.”
      Foi esse espírito crítico que foi utilizado na escrita deste post 😉

      abraços

        • Fernando Ramos on 05/02/2012 at 23:14

        Também eu não digo quwe seja um OVNI. Aliás, eu também aponto para algo natural.
        O meu critério de filtragem é também o de se pode ser explicado por factos naturais (embora raros) ou algo que seja “terrestrte” então quem advoga o contrário terá de expôr os seus motivos.

        Um abraço.

    • Dinis Ribeiro on 05/08/2011 at 10:12
    • Responder

    Existem também “sons não identificados”….

    http://www.pmel.noaa.gov/vents/acoustics/sounds_mystery.html

    • Manel Rosa Martins on 04/08/2011 at 22:14
    • Responder

    Uma primeira observação “com um sonar de baixa resolução” deve ser tratada como simples localização. Se está a 90 metros deverá ser possível ir verificar a 90 cm, tanto por mergulho, como com submarino tripulado como com um robotizado.
    Em Ciência será assim, Podemos e devemos especular ( e avisar que estamos a a fazer isso) mas a bitola marca quase sempre uma explicação simples. Com 60pés de diâmetro alguns militares e historiadores da Marinha tb deverão ter uma observação cruzada com os arquivos, em águas com tantas guerras. Mas a do meteorito teria mais piada, claro, para se verificar acaso se toda a Finlândia e toda a Suécia não são uma zona particularmente bombardeada noutras eras. O desenho dos lagos nos mapas sugere um padrão.
    É esse também o fascínio da Ciência, teorizar para depois confrontar com as observações. Normalmente é um processo que dá vontade de rir sobre todas as propostas inicias, como est minha duma torre de peças de artilharia destruída em combate e já sem os canos das peças. Vou ser o primeiro a rir da asneira, se o for, e quando se souber.

  6. Carlos gostaria que desse uma olhada nesta noticia e se já sabia desta estudo..
    acredita que pode ter alguma verdade?
    http://br.noticias.yahoo.com/nova-teoria-sugere-terra-teve-duas-luas-210200494.html

    1. Coloquei num post 😉
      http://www.astropt.org/2011/08/04/terra-teve-2-luas/

      abraço

    • Dinis Ribeiro on 04/08/2011 at 00:38
    • Responder

    Poderia também ser classificado por USO – Unidentified Submerged Object, any underwater object or optically or mechanically detected phenomenon of unknown origin.

    OSNI – Objeto Submarino Não identificado
    http://pt.wikipedia.org/wiki/OSNI

    A tecnologia permite objectos submersos que se deslocam muito rápidamente:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Supercavitation

    Um exemplo:
    http://en.wikipedia.org/wiki/VA-111_Shkval

    Uma formação natural – Calçada dos Gigantes
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cal%C3%A7ada_dos_Gigantes

    Uma outra formação natural – Cratera de Chicxulub
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cratera_de_Chicxulub

    E mais uma no mar do norte:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cratera_Silverpit

    Por último:
    “Ovo estrelado” a sul dos Açores pode ser a cratera de um meteorito
    http://www.publico.pt/Ci%C3%AAncias/ovo-estrelado-a-sul-dos-acores-pode-ser-a-cratera-de-um-meteorito_1414634?p=1

    Em relação à hipótese do meteorito, a estrutura apresenta algumas características que se coadunam com a colisão de um corpo cósmico com a Terra: por exemplo, é comum a existência de um empolamento no centro das crateras de impacto. A confirmar-se mesmo como cratera – por exemplo, através da presença de vidros devido a um violento impacto na crosta terrestre -, não deverá ter mais de 17 milhões de anos, uma vez que essa é a idade atribuída ao fundo do mar naquela zona.

    A camada de sedimentos em cima do cume poderá também dar uma ideia de há quanto tempo ocorreu o impacto.

    Encontrar vestígios, em sedimentos na costa, de um tsunami que a queda de um objecto destes no mar teria de causar é outra forma de ajudar a deslindar o mistério.

  7. Se fosse assim de fácil, também fiz uma descoberta fenomenal aqui em Creta quando mergulhei dois dias atrás em uma ilha próxima de Chania e vi um protótipo alemão que afundou na guerra. A carcaça estava mais do que destruída e enferrujada mas os pneus estavam intactos, apenas retorcidos.

    Será que era um transporte mini-coletivo de extra-terrestres que afundou quando ia para a nave mãe? Carlos, como seria o título sensacional (ista)?

    [estou rindo carlos….]

  8. Os tipos só tem que ir lá abaixo e remexer o entulho!
    Ainda descobrem um protótipo alemão da 2ª. Guerra.
    BAZINGA!
    Esta noticia faz lembrar o filme “A Esfera”!

  9. Isso é apenas a impressão de uma das almôndegas do Monstro do Esparguete Voador! De quando ele desceu à Terra para criar as montanhas, as árvores e um anão. As evidências são inegáveis! 😛 (bazinga, estou a brincar)

    É sempre a mesma história: “Eu não sei o que é, ou como funciona algo, por isso vou inventar a explicação que mais me agrada – extraterrestres, fantasmas, nova ordem mundial, etc”. É aquilo a que se chama argumento da ignorância (http://www.skepdic.com/brazil/argignora.html)

  10. Igual a Papai Noel …..

    Adoramos o velhinho …….

  11. Então se não tem nada a ver com disco voador ou OVNI por que o título? Por que não então

    “Descoberto uma formação natural no fundo do mar”?

    Meio ambíguo tudo isso…..

    Essa comoção de instigar a possiblidade de OVNI e quando quase acreditamos…..já vem a negação…….não é curioso isso o fato de vivermos em suspense?

    1. Porque é assim que tem sido “vendido”, divulgado…

        • Filipe on 27/09/2013 at 03:50

        Ola Carlos oliveira tudo bem, acompanho o site e sou um grande fan, Eu gostaria de saber a sua opinião pessoal sobre vida extra terrestre, voce acredita que exista outras formas de vida fora do planeta terra, ja fomos visitados por outras inteligências, o que pensa sobre as teorias que alegam que os governos escondem a verdade da humanidade? Desde ja agradeço e parabéns pelo site.

      1. Obrigado pelas palavras sobre o site.

        O que eu acredito é irrelevante. A realidade do Universo não quer saber do que eu acredito.
        Se quiser saber sobre astrobiologia, sugiro a categoria sobre esse tema 😉
        http://www.astropt.org/?cat=6

        Não existem teorias sobre o tema dos segredos do governo. Existem sim ideias disparatadas imaginadas atrás de um computador por pessoas que têm medo do mundo à sua volta.
        http://www.astropt.org/2012/09/15/teoria/

        abraços

    2. Achei piada ao “Descoberto uma formação natural no fundo do mar” lol
      Fez-me imaginar como seria o mundo sem os títulos sensacionalistas.

      Mas o Carlos meteu um ponto de interrogação 😉

  1. […] Brasil. Aeroporto China. Londres. Canadá. Nova Iorque. 2014. Obama. Guarda-costas. Aldrin. Mar. Mercúrio. Lua Dione. Exército Indiano. Vénus. Espirais (Noruega, Austrália). Pão e Frango. 3 […]

  2. […] Brasil. Aeroporto China. Londres. Canadá. Nova Iorque. 2014. Obama. Guarda-costas. Aldrin. Mar. Mercúrio. Lua Dione. Exército Indiano. Vénus. Espirais (Noruega, Austrália). Pão e Frango. 3 […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.