Enorme OVNI detectado perto do planeta Mercúrio ?

Um dos nossos leitores, e muito bem, perguntou o que será isto?

Eu também fiquei a olhar… sem saber muito bem o que era.
Fui ao Google e vi que só na última semana foram feitas mais de 250.000 páginas só sobre este assunto.

Qual será a explicação mais provável?
ou seja,
Qual será a explicação que mais se adequa?

De um lado, temos um youtuber e demais conspiradores a dizer que será uma enorme nave extraterrestre invisível;
E do outro lado temos as explicações lógicas, racionais, e com conhecimento do fenómeno.


Comecemos pelo lado da conspiração. Estes acreditam (realço o factor crença) em 6 coisas:

O OVNI / UFO é uma nave extraterrestre gigantesca (do tamanho de um planeta) que está invisível, e ficou visível devido a uma tempestade solar. Quiçá até forem estes ETs que pulverizaram o cometa Elenin 😀
As naves têm basicamente as mesmas características (até a invisibilidade) que vemos em filmes de ficção científica (que são de entretenimento, e não devem ser utilizados como informação).
Há OVNIs constantemente a virem à Terra, e que são facilmente visíveis. Simultaneamente, e paradoxalmente, os ETs têm tecnologia para não estarem visíveis, mas todos os dias “esquecem-se” dessa tecnologia.
Existem ETs extremamente avançados para viajar entre estrelas, mas simultaneamente, e paradoxalmente, tão fraquinhos que uma simples tempestade solar deita abaixo o seu dispositivo de invisibilidade.
Os cientistas são burros e não têm nada para fazer. Os cientistas serão burros, porque não têm nada que disponibilizar a informação abertamente, mas afinal só abrem a informação para deixar passar coisas secretas. E não têm nada para fazer (nem tecnologias nem conhecimento científico nem nada), porque só assim se compreende que possam disponibilizar imagens para depois passarem o tempo a explicar porque os pseudos estão mal; podiam não disponibilizar e assim não tinham que perder tempo com explicações; mas só disponibilizam porque o seu único objectivo de vida é falar dos conspiradores, já que os conspiradores são “o centro do mundo” (geocentrismo psicológico dos conspiradores).
Os conspiradores dizem que é um UFO (objecto não identificado), ao mesmo tempo que assumem que o objecto está identificado como sendo uma nave extraterrestre. É sempre a mesma resposta àpriori para tudo o que lhes seja desconhecido. É mais um paradoxo.

Quanto a explicações baseadas em conhecimento:

Eu pensei imediatamente nisto, porque, se não me engano, já falamos disto por aqui pelo blog.

A Space.com diz isto “According to Russ Howard, head scientist of the NRL group, and Nathan Rich, lead ground systems engineer, it is simply an artifact left over from the way raw HI-1 telescope data gets processed. Rather than a UFO mothership parked near Mercury, the bright spot is where the planet was on the previous day. To make the relatively faint glow of a coronal mass ejection stand out against the bright glare of space — caused by interplanetary dust and the stellar/galactic background — the NRL scientists must remove as much background light as possible. They explained that they determine what light is background light, and thus can be subtracted out, by calculating the average amount of light that entered each camera pixel on the day of the CME event and on the previous day. Light appearing in the pixels on both days is considered to be background light and is removed from the footage of the CME. The remaining light is then enhanced.” (…) “When [this averaging process] is done between the previous day and the current day and there is a feature like a planet, this introduces dark (negative) artifacts in the background where the planet was on the previous day, which then show up as bright areas in the enhanced image,” Rich wrote in an email.”

E nesta thread super-interessante (podem ler as opiniões todas), no dia 3 de Dezembro de 2011, o membro Pauligirl, numa atitude inteligente, decidiu perguntar a quem percebe destes assuntos, e a resposta foi esta:
“It’s a combination of an internal reflection due to the extremely bright planet, and an artifact of the data processing method we use to make the images a little “prettier” to look at. As usual with this kind of thing, if folks would go and grab the raw data files from online (which are widely and freely available), they would see something quite different. The files shown in that movie are available here.
What many people don’t realize, or keep forgetting, is that the raw data files are pretty bland and boring. We have to perform processing upon them to enhance the solar features (outflow, streamers, CMEs, etc), and we apply color, data/time, and a couple of other tweaks. Those images in particular are heavily processed so attempt to subdue the visibility of the stars to enhance the visibility of CMEs. This is a completely automated process as we do not have the time, money or inclination to vet each file individually. Therefore we use a “one-size-fits-all” methodology for all our data processing which typically works pretty well but can show odd artifacts such as this when you get, for example, a bright CME and a very bright planet coincide.
Of course some people will still not buy this explanation. But then we could fly them into space and let them see if for their own eyes and they still wouldn’t believe it. I’m a scientist and astronomer; I would love to see proof of life outside of Earth and indeed I suspect it exists somewhere in the universe. And if we did see a UFO in the data, I would be the first to be singing it from the rooftops (and I promise I’d send you an email).”


E pronto. Temos 2 perspectivas: daqueles que nada sabem dos assuntos e inventam conspirações para tudo aquilo que não entendem, e daqueles que estudam os assuntos e têm o conhecimento.
É a mesma coisa que olharmos para uma televisão, e uma pessoa com a mentalidade da Idade das Trevas olhar para aquilo, não fazer a mínima ideia do que é, e começar a inventar que é obra do demónio que meteu pessoas dentro de uma caixinha… e depois existe a explicação de um engenheiro electro-técnico.
Qual terá razão? A pessoa com a mentalidade da Idade das Trevas, ou o especialista do século XXI que tem o conhecimento do assunto?
A resposta não me parece difícil… 😛

34 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. E, parabéns ao Carlos Oliveira pelo seu esforço “anti-pseudo” !

  2. Obrigado aos amigos pelas citações sobre Eternos Aprendizes. Nós voltamos a postar diariamente desde março passado. Aos poucos voltaremos a aparecer mais no Google, mas, para tal, é claro, os leitores ajudarão.

    Eu uso tags, categorias e o Xml Sitemaps para informar ao Google toda alteração no blog.

    ROCA

  3. A ejecção de plasma destabilizou o sistema de camuflagem, sem dúvida…mas logo de seguida está on -line! Muito hi-tec, caros ouvintes!

  4. oi carlos… boa tarde… interessante a sintese do assunto. tb tenho questionado pq os ETs só aparecem na atmosfera terrestre enquanto que fora dela, com toda a tecnologia q temos eles não aparecem… seriam seres emergentes de outras dimensões?, habitantes do nucleo terrestre com tecnologia insuficiente pra ir mais longe e serem vistos pelos nossos telescópios? ou sòmente um efeito cognitivo provocado pelo medo da solidão no universo? eu tb don’t know… mas é interessante ” viajar às vezes”…é relaxante!… abraços.

    • Ana Guerreiro Pereira on 12/12/2011 at 16:55
    • Responder

    Tristemente há sites que afirmam ser divulgadores de conhecimento, usam o slogan “conhecimento é tudo”, como é o caso do site brasileiro Jornal Ciência, que andam a propagar desinformação e conspiração. E quando os tentaram alertar e mostrar que estavam a colocar as coisas de forma cientificamente incorrecta, apagaram os comentários e os links das pessoas que realmente sabiam o que estavam a dizer. Pelos vistos, “sensacionalismo e marketing é tudo”. Uma vergonha para um site q se diz de comunicação e q tem o nome ciência associado. Uma vergonha mesmo. Aconselho os leitores a não recorrerem a esse site porque não é cientificamente correcto e propala desinformação sensacionalista, censurando comentários de quem realmente sabe ciência. Uma vergonha.

  5. Podem juntar mais um blog à “coalição dos blogs unidos”!

    Lagartos do Sótão

  6. Queridos amigos, Mais uma vez incito a pensarem e analisarem as imagens com muita atenção pois o que vou passar aqui é a pura verdade , Verdade que os cientistas americanos já sabem e tem vergonha de dizer pois estão mentindo até hoje. O sol é frio não tem labaredas de de proporções atômicas como alegam. A imagem mostra uma sequência de luzes próximas ao planeta mercúrio provindas do sol , ora se fosse uma mancha solar como alegam os cientistas teria insinerado tudo o que tocasse, pensem, não é fogo , mas sim luz. O processo eletroquímicosintético do sol emite luz e não calor. E é sim uma outra nave perto de mercúrio de proporções inimagináveis para nós terráqueos . Junto com outros 03 que estão se dirigindo para a terra, essa última aguarda o momento para começar a sua viagem para a terra, no sentido de resgatar alguns humanos. Quando? Dezembro de 2012.

    1. Bem, não quero acreditar que o Carlos não perceba nada daquilo que diz, incluindo dizendo mentiras sobre o que os cientistas afirmam.

      Daí que interpreto esse comentário como sendo em tom irónico… a gozar com os conspiradores.

        • Ana Guerreiro Pereira on 12/12/2011 at 12:58

        Labaredas de proporções atómicas? 😀

        Eu acho que o sol tem labaredas de proporções anisotrópico-ressonantes-quânticas. Só naquela de atirar uns qtos termos científicos ao calhas…

        Sim, decerto que o amigo carlos está a querer ser brincalhão e brincar com a parte da população que infelizmente vive na idade das trevas 🙁

        • Cavalcanti on 12/12/2011 at 16:20

        “Daí que interpreto esse comentário como sendo em tom irónico… a gozar com os conspiradores”

        Excelente perspicácia 😉

        Penso da mesma forma.

    2. Isso mais me parece com a Lâmina de Hanlon:

      “Nunca atribua malícia ao que pode ser adequadamente explicado por incompetência.”

      Mas, se a ideia foi mesmo ironizar os conspiradores, desde logo me desculpo pelo comentário e apoio a ironia =D

      Fonte: http://ceticismo.wordpress.com/2006/11/17/pequeno-guia-das-leis-epigramaticas/

    3. OK, espero que isto seja mesmo uma piada…

  7. Realmente a ideia do Renato é uma óptima ideia 😉

    Kelvin, está-se a referir pôr um género de scrol roll nesses websites com parcerias, por exemplo? É isso, certo?

    Livres Pensadores, Bitaites, Ciência Hoje, Ciência Viva, etc, são outras hipóteses…

    Se alguém tiver mais ideias, que diga 😉

    1. Então, Carlos.

      Eu imaginei algo assim:

      Por exemplo este post do Astro PT “Enorme OVNI detectado perto do planeta Mercúrio ?” é originalmente divulgado aqui mesmo. Com a “parceira/colaboração”, todos ou outros blogs se comprometem a divulgar/direcionar o link do post, com ou sem comentários nos próprios blogs, para o AstroPT. Sei que em algum grau isso já acontece aos montes pela blogosfera. Mas, tentando dar moldes a analogia do Renato Romão, a “árvore muito sólida de raízes” seria uma espécie de selo, marca ou hashtag que identificasse o post/artigo como um anti-desiformador, ou seja, um post voltado para a análise do fenômeno/evento à luz da boa ciência e do pensamento crítico.

      Algo como:
      #contradesinformação
      #sagancidade [sagacidade do Sagan para combater os pseudos =D rsrs]
      #antipseudos
      Secção Ciência

      Seria criada uma espécie de corrente entre os blogs científicos para combater a amnésia coletiva dos internautas e, principalmente, as tentativas dos pseudos de monopolizar o espaço virtual com suas teorias esdrúxulas. Tem trechos do The Demon-Haunted World do Carl em que ele descreve muito bem a infeliz realidade da divulgação científica “popular” que ainda se repete na Internet:

      “A ciência desperta um sentimento sublime de admiração. Mas a pseudociência também produz esse efeito. As divulgações escassas e malfeitas da ciência abandonam nichos ecológicos que a pseudociência preenche com rapidez.”

      Criando uma colaboração entre o maior número de sites/blogs científicos teríamos maiores chances de fazer os motores de busca apresentarem mais resultados da boa ciência, e não das abobrinhas dos pseudos. Infelizmente não sei se a forma com que sugeri a colaboração realmente geraria esses efeitos, mas tenho certeza que há algum jeito de fazer. O importante que vejo da ideia do Renato Romão é fazermos essa base sólida contra a pseudociência, de forma constante [diferente de algo momentâneo como os trending topics do twitter]

      Não sei bem como funciona, mas o Ceticismo Aberto, do Kentaro Mori, tem esse tal Projeto Haaan [veja o link: http://www.haaan.com], em que eles reúnem/hospedam sites “promovendo iniciativas livres da crença no sobrenatural”. Até onde sei, nesse projeto não existe propriamente uma colaboração de posts que detalham eventos do quotidiano com um olhar crítico. Porém, seria um “serviço público magnífico” se existisse uma Blogosfera Científica voltada para uma causa comum de se divulgar em colaboração posts anti-desinformadores. Seria algo que faria Carl Sagan orgulhoso =D

      Caso queira levar o projeto para frente, poderia começar por este Projeto Haaan, no link existe o email do Kentaro Mori. Conheço todas essas pessoas que citei até então mais pelo nome, eles sempre se destacam aqui na “internet brasileira” quando postam verdadeiros espinhos contra os pseudos. Mas conforme um email aqui, ou um post ali comentando a ideia, rapidamente poderia ser criada uma network para começar a por a ideia em prática. Haveria 10 blogs, depois 20, 30 e logo os pseudos começariam a serem incomodados não apenas pela sensatez da ciência, mas principalmente pelo movimento anti-desinformação.

      O que acha? Há inúmeras formas de levar uma ideia assim adiante. Veja com o pessoal do AstroPT, blogs parceiros [estou vendo que a Diana Barbosa aí em cima também já gostou da ideia :D] e seria possível lançar o projeto já em 2012 para combater os fervorosos pseudos que virão com muita fome e malícia pregando o fim do mundo no fim do ano.

      1. essa realmente é uma boa ideia 😉

        mal acabe o meu trabalho, tenho ke ver se trato disso 😉

    2. Ótimos sítios científicos:

      – Raios Infravermelhos;
      – Apolo 11;
      – Astroblogbrasil.

  8. Esta situação faz-me lembrar uma história sobre uns artefactos enormes que foram fotografados perto de Saturno. Pelo que afirmavam, as dimensões eram assustadoras, mas parece que a explicação era um ou mais objectos a deslocarem-se e a deixarem rasto no sistema de captação de imagem da sonda!

  9. Gostei do “definitely” tao convicto do senhor…percebe mesmo como funciona o método científico…enfim.

    Quanto à ideia da rede de blogs, parece-me bem, embora nao saiba nada sobre como aumentar a visibilidade nas buscas no Google…se ajudar, bora lá!

    Posso sugerir mais dois:
    , de um colaborador cá da casa;

    – e, puxando a brasa a uma sardinha mais próxima, o . Nao sou administradora do blog, mas posso contactar os administradores. 😉

    1. Pois… os pseudos têm sempre a certeza das suas crenças/convicções… mesmo contra os factos científicos 😛

    2. Ups! Os links nao ficaram bem 🙁
      Acho que me esqueci de fechar o “href” ou algo do estilo…
      O primeiro blog é o Fossa Céptica e o segundo é o Armarium Libri.

      • Ana Guerreiro Pereira on 08/12/2011 at 16:49
      • Responder

      Eu tenho o meu blogue ao abandono e não é mto divulgado, mas posso entrar 😉 E tenho divulgado sempre no meu FB e apesar das chatices q isso já me deu tenho recebido pedidos p continuar a divulgar os posts do astro 😉

  10. Seria uma ótima ideia fazerem uma parceira de blogs/sites de ciência/ceticismo para promoverem artigos que divulguem a boa ciência e as explicações mais sensatas. Uma colaboração em que o post/artigo publicado pelo blog, é imediatamente repassado aos blogs parceiros para conseguirem mais visualizações nos motores de busca. Minhas sugestões:

    – AstroPT [descobri a pouco tempo, mas já está no meu Google Reader =D]
    – Eternos Aprendizes [mesma linha do Cienctec, mas infelizmente com poucas atualizações]
    – Ceticismo Aberto [o Kentaro Mori faz um ótimo trabalho lá]
    – Bule Voador [Eli Vieira, Åsa Heuser e Cia são o espírito do secularismo e da boa ciência no Brasil]
    – Ceticismo.net [o André é extremamente ácido, e ofensivo, com as críticas, mas promove o ceticismo com vigor]
    – Cienctec [ótimas notícias relativamente técnicas de ciência e astronomia, atualizações diárias :D]

    Vamos lá, com certeza alguém aqui conhece alguém aí de cima, que conhece outro e por ai vai. É só convencer as pessoas certas e a parceria faria um serviço público magnífico como o Rentao Romão bem destacou!

      • Ana Guerreiro Pereira on 08/12/2011 at 16:53
      • Responder

      Eu entro com o meu, se necessário, mas dando link para o Astro. O meu é de
      macacadas, não é sério 😀

      Há mais blogues virados p a ciência q se poderiam contactar. 😉

      O de rerum natura é lido por mta gente (http://dererummundi.blogspot.com/)

        • Renato Romão on 12/12/2011 at 21:47

        LOL
        Já agora dê lá o link pra dar lá uma olhadela!!!

        O principal é que exista uma quantidade enorme de back links para o astroPT.
        No entanto é melhor falar com um engº informático sobre assunto. Ele de certeza dará um ideia melhor e com maior probalidade de ser posto em prática.

    • Renato Romão on 07/12/2011 at 22:06
    • Responder

    Sei que principalmente está relacionado pelos “Back links”, quantos mais blog´s adicionarem um link ao astroPT está a ganhar relevância no motor de busca, mais conhecido por Search Engine Optimization (SEO).
    No entanto também reparo que o astroPT está bem elaborado, com muitas palavras-chave para pesquisas nos motores de busca. Isto também é muito relevante.
    Carlos, eu não sou nenhum profissional em informática, mais uma vez, apenas um curioso que aos 4 anos já tinha um spectrum 48K e que o desmontou só para saber como funcionava (isto já tinha 6/7 anos).LOL
    Que tal uma árvore bem sólida onde as raízes seriam na maioria blog´s como astroPT, eternosaprendizes, bitaites e muitos mais (nacionais e internacionais).
    Com uma estratégia conjunta se consegue “vencer” esses blog’s pseudos, na velha máxima, que no final “ganhe” o conhecimento.
    Isto porque penso que o astroPT faz um MAGNIFICO serviço público e é neste sentido que vai o meu comentário. Temos que construir um mundo melhor e derrubar certos muros, mas sempre e sempre com inteligência, respeito, moral e bons princípios!!!

    Abraço

  11. Concordo.

    Tem um pessoal ainda está levantando duvidas na internet sobre o porque a mesma imagem foi capturada pela HI-1A e HI-1B então como pode-se ver por esse artigo que tem dois videos, um de cada camera.

    http://www.gizmodo.com.br/conteudo/video-incrivel-da-nasa-captura-o-que-parece-ser-uma-gigantesca-nave-alienigena

    I want to bilieve!! 🙂

    1. Sim, mas personal wishes não são ciência 😉

      No post está o link prás imagens 😉

        • Gileno on 26/02/2012 at 22:13

        And I want to question, because doubt is the mother of reason. 🙂

        Thank you, Professor.

      1. Sim, claro. Perguntar está na génese das hipóteses científicas 😉
        Antes da hipótese, vem a pergunta 🙂

        abraços

    • Renato Romão on 07/12/2011 at 20:27
    • Responder

    Bom exemplo!!!

    Excelente “espelho” do conhecimento!
    Talvez o tal problema que as pessoas encontram, está relacionado com a pesquisa na internet, pois as primeiras páginas da pesquisa, as tais 30 ou 40 só são de sítios ou blog’s que especulam e não revelam o verdadeiro conhecimento, essas normalmente só aparecem bem mais à frente, onde a pessoa já está cansada da pesquisa.
    Na pesquisa em português por exemplo só aparece o astroPT, o eternosaprendizes e o bitaites (+ou-) e para isso têm de ser mais rápidos a fazerem os post´s sobre a nova informação para ficar disponível aos leigos.
    Os blog´s e sítios de pseudos, como o objectivo é angariar mais desinformação, mal encontram uma “janela aberta” de informação possivelmente pseudo, aproveitam logo!!!
    Realço que o astroPT na minha opinião é muito actual e sempre com notícias frescas, mas sobre assuntos pseudo, penso que o astroPT deveria ter uma secção específica para desmontar estas teorias. É apenas a minha opinião. Assim quem procura na internet sobre um assunto relacionado encontra logo as duas versões da história/conhecimento!!!

    Abraços

    1. Pois… se calhar vamos ter que criar uma secção só pra isso… :S

      Já em termos de pesquisa de Google, não faço a mínima ideia de como aparecermos mais “acima” nas pesquisas 🙁

        • Ana Guerreiro Pereira on 07/12/2011 at 22:28

        Acho que sim, que é uma boa ideia 😉

        • Renato Romão on 12/12/2011 at 21:36

        Viva,
        Só hoje é que tive tempo para vir ao blog e por isso peço desculpa pela demora nas respostas!

        O carlos já faz e bem a análise critica dessas pseudo teorias, aliás, foi assim que deixei de ter as orelhas quentes!
        A questão essencial é o timing! Sei que o Carlos tem o seu tempo limitado devido à sua vida profissional e privada, mas no entanto o Excelente trabalho a desmontar estas teorias é um verdadeiro Serviço Público. Realço também os outros post´s que o Carlos publica, assim como de toda a equipa do astroPT.

        A outra questão é disponibilizar o conhecimento de forma facilitada aos leigos, ou seja, tentar colocar as páginas e blog´s de ciência na presença do verdadeiro conhecimento nos primeiros resultados da pesquisa (Google e outros), de forma aos leigos terem logo acesso ao conhecimento e não sujeitos a pseudo teorias descabidas e burlonas!!!
        Sei que dará um trabalho ENORME pois terá de existir contactos e alguns acordos entre blog´s e páginas. Poderá demorar algum tempo até existir uma estratégia com o seu devido planeamento, mas no final o resultado será soberbo, na minha opinião. Sim eu sei, pareço um pouco utópico, mas prefiro pensar no dia de amanhã deste modo. Aliás, temos que evoluir!!!
        Realço no entanto que a forma mais diplomática da pesquisa é a actual, pois deixa ao livre critério das pessoas a condução da sua pesquisa, no entanto as pessoas na falta de um pensamento crítico aliado aos desconhecimento leva a uma pesquisa pseudo sobre assuntos em que procuram respostas. O mundo como hoje o entendemos é muito exigente, onde cada vez mais queremos resposta para tudo e para ontem!
        A observação que fiz da hipotética criação de uma secção apenas para desmontar teorias pseudo é apenas uma questão de organização do blog, como disse antes, o Carlos já “desmonta” e bem essas teorias, o meu ponto de vista é de apenas agrupar essas pseudo teorias. Encontro aqui dois objectivos muito importantes. Primeiro, destrinçar claramente estes post´s dos post´s de conhecimento e noticias sobre a ciência actual. Segundo, ao reagrupar os post´s sobre pseudo teorias, proporcionaria às pessoas que ao pesquizarem sobre um assunto encontra logo ao lado outras pseudo teorias, ou seja, ao pesquisar nessa secção só a largam de pois de ler as outras em que também acreditava.
        Desta forma, em post´s em post´s se vai desmontando cada teoria (visão micro). Quem olha para a secção num todo vê as pseudo teorias na globalidade uma verdadeira ilusão e um universo que na maior parte só cabe num filme de ficção cientifica (visão macro).

        Espero não ter sido muito repetitivo.lol

        • Rodrigo Ideia on 13/04/2014 at 06:09

        Acho uma excelente ideia criar seção só para isso. Como o Renato Romão mesmo diz, o Carlos já faz isso, mas criar a seção deixará as coisas mais organizadas e facilita o acesso. Eu acredito fortemente na possibilidade de vida fora da terra, inclusive de vida inteligente, mas como diz nosso amigo Carl Sagan “Eu não quero acreditar, eu quero saber.”

  1. […] Brasil. Aeroporto China. Londres. Canadá. Nova Iorque. 2014. Obama. Guarda-costas. Aldrin. Mar. Mercúrio. Lua Dione. Exército Indiano. Vénus. Espirais (Noruega, Austrália). Pão e Frango. 3 naves […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.