Balas de Orion

Crédito: GeMS/GSAOI Team, Gemini Observatory, AURA, Rodrigo Carrasco (Gemini Obs.), Travis Rector (Univ. Alaska Anchorage)

Crédito: GeMS/GSAOI Team, Gemini Observatory, AURA, Rodrigo Carrasco (Gemini Obs.), Travis Rector (Univ. Alaska Anchorage)

Balas Cósmicas perfuram a Nebulosa de Orion, que se encontra a 1500 anos-luz de distância da Terra.
Estas “balas” são na verdade nuvens densas de gás quente que resultam da intensa formação estelar. Parecem pequenas, mas na verdade são 10 vezes maiores que a órbita de Neptuno. Na imagem parecem estar “paradas”, mas a verdade é que viajam a 400 quilómetros por segundo, o que é mais de mil vezes a velocidade do som.

1 comentário

    • Airton Marinho on 10/01/2013 at 20:28
    • Responder

    Divulgar ciência transcende o imaginario.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.