CAPA: Lago Vostok pode conter Seres Vivos

Agua-do-lago-Vostok-Antartida

O lago Vostok tem uma forma elíptica com 250 km de comprimento e 40 km de largura e com uma área de coberto de 14 mil km². “O seu fundo é irregular e divide-se em duas bacias, a mais profunda com cerca de 800 m e a outra com 200 m.”. A capacidade volúmica do lago é de 5.400 km³ de água doce. Devido à estanquicidade conferida pela camada de 4 Km de gelo, o leito do lago está totalmente protegido da atmosfera. Está localizado na Antártida, por baixo da Estação Vostok.

Para termos uma ideia da lentidão da renovação da água, o tempo de residência da água no Lago Vostok é cerca de 1 milhão de anos enquanto que no Lago Ontário este valor é de seis anos. (podem ler aqui)

O projecto Vostok começou no meio da década de 90, quando se descobriu o lago, a que foi dado o mesmo nome, debaixo do gelo. A hipótese de que poderia abrigar vida ancestral entusiasmou os investigadores. O projecto ficou embargado alguns anos “até que os cientistas tivessem certeza que o lago estaria seguro de contaminações pelo querosene ou fréon usados na escavação.”  O reinício das perfurações ocorreu em 2005. (daqui)

No início de Fevereiro de 2012, a equipa da 57ª Expedição Antártica Russa penetrou pela primeira vez no lago Vostok, chegando aos 3.769,3 metros, no dia 5, informou Valery Lukin (aqui).

“Novas perfurações do poço foram iniciadas nos primeiros dias de 2013 e o gelo novo foi alcançado pelos perfuradores a uma profundidade de 3.383 metros. Em 10 de janeiro, foi recebida a primeira amostra, de uma profundidade de 3.406 metros.” A amostra apresentava-se opaca, porosa e de cor branca brilhante. O gelo mostrava-se transparente, dentro do qual ‘congelou’ um canal de gelo branco. “Em teoria, ninguém podia prever como seria o gelo encontrado na perfuração.”, disse Martianov. (neste sítio)

Podem ler com mais detalhe o post feito na altura pelo Pedro Seixas, aqui

Há uma grande expectativa quanto aos resultados das mais recentes perfurações. O gráfico seguinte mostra que nos quase 4 Km de profundidade existe uma quantidade elevada de células por mL de meio:

010125120210-lago-vostok-ria-novosti-4

A lua Europa está coberta de gelo e crê-se que contenha água por baixo do gelo. Este pode ser um indicador de que a vida pode existir lá. Não serão homens verdes com dois braços e duas pernas mas serão mais interessantes.

lago vostok

2 comentários

2 pings

  1. ó meus amigos. Se gostam de ficção/antecipação científica, sugiro que se informem sobre esta série que, infelizmente, foi cancelada… Só vos digo que tinha pano para mangas.
    http://www.seriesfree.biz/2010/08/the-deep/

    • Hélio Martins on 01/02/2013 at 01:35
    • Responder

    se li bem os micro – organismos estão concentrados em maior número entre os 1700 metros e os 200 metros. a partir daí o número vai descendo. é uma possível hipótese para os mares de Europa.

  1. […] profundo. Beebe Hydrothermal Vent Field. Corais. Dentro da Terra. Borup Fjord Pass. Lago Vostok (características, falsos mistérios, vida, bactéria). Lago Whillans. Lago Vida. Bactéria de Arsénio: anúncio, […]

  2. […] « CAPA: Lago Vostok pode conter Seres Vivos […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.