Proton-M lança Satmex-8

2013_03_26_IMG_8484A ILS (International Launch Services) e a empresa russa Khrunichev levaram a cabo o lançamento do satélite de comunicações mexicano Satmex-8 numa missão com a duração de 9 horas e 13 minutos. O lançamento teve lugar às 1906:48UTC do dia 26 de Março de 2013 e foi levado a cabo por um foguetão Proton-M/Briz-M a partir da Plataforma de Lançamento PU-39 do Complexo de Lançamento LC200 do Cosmódromo de Baikonur, Cazaquistão.

O Satmex-8 é um satélite de alta-potência que será operado pela Satmex (Satelites Mexicanos S.A de C.V) que irá fornecer serviços Fixed Satellite Services (FSS) e que foi construído pela Space Systems/Loral. O satélite irá substituir o Satmex-5 colocado em órbita em Dezembro de 2005.

Localizado na órbita geossíncrona a 116,8º longitude Oeste, o Satmex-8 irá fornecer serviços de distribuição de vídeo, serviços de banda larga, serviços de telefone móvel, tele-medicina, e ensino à distância no continente Americano. O novo satélite irá aumentar a actual frota da Satmex ao proporcionar uma melhor performance e capacidade adicional.

O Satmex-8 é o segundo satélite da Space Systems/Loral construído para esta empresa mexicana. Transportando 24 repetidores de banda C e 10 repetidores de banda Ku, o satélite é baseado na plataforma SS/L-1300 que oferece a flexibilidade para apoiar e largo leque de aplicações e avanços tecnológicos. O satélite deverá ter uma vida operacional de 15 anos ou mais. No lançamento a sua massa é de 5.600 kg, tendo uma massa de 2.300 kg sem propolentes.

Esta missão envolveu cinco queimas por parte do estágio superior Briz-M. A primeira queima foi realizada entre as 1918:34UTC e as 1923:01UTC, com a segunda queima a ter lugar entre as 2014:21UTC e as 2032:07UTC, a terceira queima entre as 2235:15UTC e as 2248:17UTC, a separação do tanque auxiliar de combustível teve lugar às 22:4906UTC, a quarta queima é realizada entre as 2250:34UTC e as 2255:05UTC e a quinta queima entre as 0358:23UTC e as 0405:54UTC de 27 de Março.

A separação do Satmex-8 teve lugar às 0419:48UTC.

A anterior missão do foguetão Proton-M havia sido marcada por uma falha ocorrida durante a última queima do estágio superior Briz-M que deixou o satélite Yamal-402 numa órbita mais baixa do que previsto. O satélite acabaria por ser recuperado, mas perdeu-se alguns anos de serviço em órbita. Isto levou a uma comissão que analisou as causas do incidente e que após determinar o que havia acontecido com o Briz-M, autorizou o regresso do foguetão Proton-M.

O vídeo do mais recente lançamento pode ser visto aqui.

Imagem: Roscosmos

3 comentários

  1. hum. valeu velho. os seguros sao mesmo os reis do mundo rsrsrs. ate satelite esses caras trabalham kkk. flws sucesso.

  2. Nos casos das missões comerciais, a maior parte dos satélites estão cobertos por uma companhia de seguros. O mesmo já não será verdade para as missões governamentais (militares ou não). O preço do seguro vai variar com vários pontos, sendo um deles a fiabilidade do lançador.

  3. quando uma missao nao dá certo, tal essa que explica o final do texto, entao quem paga os custos adicionais de outra missao? existe uma companhia de seguro para isso ou simplesmente a empresa que construiu o satalite paga tudo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.