Onde está a Voyager 1? Dentro ou fora do sistema solar?

Krimigis-1pia16483-43

Factos sobre a Voyager 1:
– esta sonda foi lançada a 5 de Setembro de 1977.
– é o objecto construído pelos Humanos que se encontra mais distante da Terra. Está já a mais de 18.200 milhões de quilómetros de distância da Terra.
– está certamente na zona da heliopausa, a fronteira entre o que está dentro da heliosfera (“bolha” dentro da qual os objectos sofrem a acção do Sol e de partículas electricamente carregadas de vento solar) e o espaço interestelar.

A polémica:
– os astrónomos William Webber e Francis McDonald publicaram um artigo com um estudo a concluir que esta sonda já tinha saído do sistema solar. Os dados da radiação mostram que os raios cósmicos da heliosfera desceram fortemente e os raios cósmicos galáticos aumentaram enormemente. Segundo William Webber: “Estamos numa nova região. Tudo o que estamos a medir é diferente e entusiasmante”.
– horas depois, a NASA emitia um comunicado, desmentido a saída do sistema solar: “A equipa da Voyager está a par dos relatos de que a Voyager 1 deixou o sistema solar. O consenso da nossa equipa é de que a Voyager 1 não deixou ainda o sistema solar”. E continuou: “Em Dezembro de 2012, a equipa científica da Voyager reportou que a Voyager 1 está dentro de uma nova região chamada ‘auto-estrada magnética’, onde as partículas energéticas sofreram mudanças drásticas. Uma mudança na direcção do campo magnético é o último indicador crucial de ter atingido o espaço interstelar, mas não foi ainda observada essa mudança de direcção”.

E pronto, assunto arrumado: a Voyager 1 ainda continua dentro do Sistema Solar.

554984_440597819356249_758361599_n

Estas “histórias” recorrentes de que a Voyager já saiu do Sistema Solar, obviamente já levaram a algumas piadas:

Crédito: XKCD

Crédito: XKCD

488207_527782413926861_1980714995_n

Agora deixem-me lançar mais achas para a confusão: há quem defenda que a heliopausa nada tem a ver com partículas carregadas nem sequer com magnetismo, mas sim com a gravidade: onde a gravidade do Sol deixa de dominar será a fronteira do Sistema Solar. Neste caso, só daqui a 20.000 anos a Voyager 1 passará por lá…

Leiam mais detalhes, no Público, American Geophysical Union, e NASA.

voyager20110427-640

15 comentários

3 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Sérgio Santiago on 17/03/2014 at 05:32
    • Responder

    OLá

    Onde podemos comentar sobre a nuvem de Oort?

    1. Pode comentar em qualquer lado que falemos dela 🙂

      exemplo:
      http://www.astropt.org/2013/12/03/a-sonda-voyager-1-saiu-do-sistema-solar-nao/

      abraços!

    • Nuno José Almeida on 09/04/2013 at 13:45
    • Responder

    “onde a gravidade do Sol deixa de dominar será a fronteira do Sistema Solar. Neste caso, só daqui a 20.000 anos a Voyager 1 passará por lá…”

    Parece-me tão óbvio que até tinha medo de perguntar quando saiu a noticia.

    Fica a pergunta, alguns cometas não vão mais longe que estas distâncias? Se vão eles saem e entram do sistema solar pela definição dos que não usam a gravidade?

    1. Sim, os cometas vêm da nuvem de Oort… que é mais longe 😀

      • Nuno José Almeida on 09/04/2013 at 16:07
      • Responder

      Excelente, era mesmo essa a minha ideia, na minha concepção de sistema solar, a nuvem de Oort pertence ao sistema solar….

  1. É só colocar a Voyager em warp 8 e o problema fica resolvido…

  2. E não vai chegar um momento em que não haverá energia suficiente pra ela??? Como anda essa questão na sonda?

    1. Sim.

      Talvez dentro de 20 anos, as fontes de energia da sonda deixem de funcionar.
      Ela continuará o seu caminho… 😉

        • Fernando Simões on 08/04/2013 at 17:03

        Mas nessa altura vai deixar de comunicar com a terra, certo?

      1. Sim 🙁

  3. Não sei se já saiu do nosso sistema solar mas uma coisa eu sei..

    “Esta onde nenhum homem jámais esteve”
    Ops. já escutei isso em algum lugar..

    Mas respondendo ao Junior..
    Uma opção é a criogenia, que teria condições de permetuar seu corpo pelo tempo necessário para alcançar o dia que a Voyager sairia do espaço.

    Mas creio que consigamos desenvolver uma nave bem mais rápida no futuro e ainda consigamos até mesmo alcançar a Voyager.

    • Junior Mayrink on 08/04/2013 at 01:12
    • Responder

    Espero que a bio-engenharia me mantenha vivo por 20.000 anos pra ver a voyajer sair do sistema

    • Igor Pataluch on 07/04/2013 at 22:54
    • Responder

    muito esclarecedor só queria saber as formulas para calcular a distancia

    1. Olá Igor,

      Queria saber as fórmulas para calcular a distância da Voyager 1? É isso?
      Pois bem. Os cientistas calculam a distância a que se encontram as sondas no espaço a partir do tempo que demora o seu sinal de rádio a chegar à Terra. Como o sinal de rádio viaja à velocidade da luz (299.792.458 m/s), basta multiplicar os dois valores um pelo outro.

        • Igor Pataluch on 11/04/2013 at 16:15

        valeu

  1. […] – Voyager (tag): 34 anos. Não saiu do Sistema Solar (aqui, aqui, aqui, aqui). Pioneer (tag). Viagens. Distância. Heliopausa. Nuvem Interestelar […]

  2. […] E realmente já foram algumas vezes como pode ser visto aqui ou aqui ou ainda aqui, ou ainda aqui. […]

  3. […] em Abril deste ano, eu já me tinha referido a esta polémica, e já na altura a NASA foi peremptória: “A equipa da Voyager está a par dos relatos de que a […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.