Perseida vista em baixo

Normalmente vemos os meteoros em cima, no céu, certo?

Mas vejam agora este meteoro, estrela cadente, pertencente à chuva de meteoros Perseidas, numa fotografia tirada a partir da Estação Espacial Internacional (numa altitude de 380 km): 🙂

Crédito: Ron Garan, ISS Expedition 28 Crew, NASA

Crédito: Ron Garan, ISS Expedition 28 Crew, NASA

Esta pequena poeira a rasgar a atmosfera terrestre foi observada no dia 13 de agosto de 2011 pelo astronauta Ron Garan.

Os grãos incandescentes de poeira do cometa Swift-Tuttle viajam a cerca de 60 km/s a uma altitude de cerca 100 km.

Esta noite e sobretudo na próxima noite teremos o espetáculo da chuva de estrelas Perseidas, como podem ler aqui e aqui.

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Olá, bom dia!

    – No comentário abaixo, acerca da matéria sobre o meteoro que caiu na Terra, o que quer dizer quando fala que estamos dentro do cinturão asteróides que está alinhado ao cinturão de FÓTUNS!!!

    (…comentário editado…)

    Obrigado!

    1. Robert,

      Fui obrigado a editar o seu comentário.

      Nada disso tem a ver com Perseidas, que é o tópico deste artigo.

      Isso são tretas completamente parvas e mentirosas que se diziam para o suposto fim-do-mundo para 2012, e que já foi explicado nestes textos:
      http://www.astropt.org/2012/12/13/cinturao-fotonico-vai-acabar-com-o-mundo/
      http://www.astropt.org/2011/06/28/nasa-esconde-um-segredo-sistema-solar-vai-entrar-numa-nuvem-de-energia-que-ira-acabar-com-a-vida-na-terra/

      Se os vigaristas continuam a dizer as mesmas porcarias mentirosas, é porque têm quem os ouça…

      abraços

  2. Olá, boa tarde!

    Li a matéria do seguinte link:

    http://www.apolo11.com/cometa_73p.php?titulo=Gigantesca_bola_de_fogo_cruza_cidades_da_Regiao_Sudeste_do_Brasil&posic=dat_20140902-100514.inc

    – Mesmo sabendo que é comum cair meteoros aqui na Terra, na matéria fala que antes de se chocar contra a alta atmosfera da Terra a rocha orbitava para além do planeta Marte, o que significa que pode ser um dos inúmeros fragmentos pertencentes ao Cinturão de Asteroides.

    1- O que ocorreu por lá para ele ter caído aqui?

    2- Fala também que uma análise feita mostra que a altitude final antes da fragmentação ficou abaixo de 38km , considerada bastante baixa para um meteoro. Isso não é normal? O que pode ter ocorrido para ele não se fragmentar antes?

    3- Li os comentários na matéria, não fico muito ligado com eles, mas li e tive curiosidade com alguns, que dizia sobre o que está por vir, que esse meteoro que caiu foi um aviso e pode ser o último, que essas quedas aumentou nos últimos anos.
    Poderia estar vindo outro corpo celeste, maior por aí? E ultimamente tem caído mais, e seria comum?

    Obrigado!

    1. Isto são coisas normais. Todos os dias temos inúmeras estrelas cadentes, sobretudo no Oceano Pacífico (por ser uma area maior). Como não existe muita gente nessa área, temos poucos avistamentos lá.
      Os “avisos” são treta.
      Não, não têm caido mais. Simplesmente agora temos mais meios para os observar (cameras em todo o lado).

      abraços

    • Anderson Gustavo on 19/08/2014 at 18:19
    • Responder

    algum perigo de colisão em relação a Satélites ou mesmo a ISS?

    1. Perigo há sempre. No entanto, por uma questão de probabilidades, porque o espaço é muito grande e esse equipamento muito pequeno, então não há perigo 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.