Sol deitou abaixo as comunicações televisivas e de internet?

Sun_and_earth

Na semana passada, tempestades solares enviaram algumas CMEs (Ejeções de Massa Coronal) na direção da Terra.

Devido às mentiras sensacionalistas (sobre falhas na eletricidade e comunicações) que andavam a ser partilhadas nas redes sociais, esclarecemos neste artigo que a única consequência seriam auroras, provavelmente a latitudes um pouco mais baixas que o habitual.
E, realmente, tínhamos razão: existiram maravilhosas auroras, algumas delas a latitudes mais baixas, como 45ºN.

No entanto, existiram algumas situações que promoveram as parvoíces sensacionalistas.

Por exemplo, o website “oficial” para se ler sobre estes assuntos, o spaceweather, no dia em que a CME mais forte chegou à Terra, esteve em baixo.
Seria devido às tempestades solares?
Não! Tiveram um problema de hardware no servidor. Nada teve a ver com tempestades solares.

Enquanto isso, no Brasil, alguns canais de cabo, ligados a um satélite, deixaram de dar.
Um técnico/jornalista de um dos canais de desporto decidiu colocar no ar a mensagem que a causa tinha sido interferência solar. Isso foi interpretado como sendo devido à tempestade solar, e imediatamente o sensacionalismo começou! Imediatamente outros “jornalistas” assumiram que se esse canal dizia isso, então é porque todos os canais estavam em baixo devido às tempestades solares. E houve até quem dissesse, mentirosamente, que foi a NASA a afirmar que a tempestade solar deitou satélites abaixo! Incrível!
O facto da hora em que os canais perderam o sinal ser anterior à chegada da intensa CME, foi ignorado.
O que não devia ser ignorado é que por estas alturas, próximo de equinócios (Março e Setembro), é normal existirem algumas interferências televisivas (os canais não terem sinal) durante alguns minutos. Isto deve-se ao Sol estar próximo ao equador celeste, juntamente com os satélites geoestacionários, existindo assim interferências solares temporárias superiores ao normal. Nada tem a ver com tempestades solares.

12set2014---canais-globosat-saem-do-ar-1410561511139_615x300

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Olá!

    Falando em Sol, vi um vídeo no site da Apolo 11, o seguinte link:

    http://www.apolo11.com/spacenews.php?titulo=Pulsares_Ouca_o_som_das_estrelas_de_neutrons_girando&posic=dat_20120403-094824.inc

    Então, depois do vídeo abriu outro vídeo, sobre uma colisão de uma estrela de neutrons com a Terra, do seguinte link:

    http://www.youtube.com/watch?v=tlTSXr4PfSg

    – É apenas um vídeo cinematográfico, uma animação, ou realmente pode ocorrer isso com o nosso Sol (daqui há muito tempo, correto?), ou pode ser com outra estrela, por agora ou daqui há muito tempo?

    Obrigado!

    1. Não.

      Que se saiba, isso não irá acontecer nos próximos milhares de milhões de anos. Por isso, é irrelevante para nós.

      abraços

  2. eu acho e acredito que se um dia houver algo apocalíptico em nosso planeta, não será ET cometa ou asteroide, sim o sol, talvez quando os polos da terra se inverterem e a terra ficar desprotegida, nesse instante uma ejeção de massa coronal nos atingir seria sim o começo do fim.

    1. Durante a reversão dos pólos, o campo magnético continua a proteger a Terra 😉
      http://www.astropt.org/2011/12/06/campo-magnetico-da-terra-reversao-dos-polos/

        • atamar on 19/09/2014 at 01:06

        poxa vlw não sabia.

  3. Belo esclarecimento como sempre!.
    Isso ocorreu mesmo aqui no Brasil. Alguns canais (não assino a globosat) ficaram sem sinal por alguns instantes. Quando retornou a imagem teve um apresentador que disse que foi interferência solar. Achei estranho porque se fosse verdade deveria ter afetado a todos os canais e não apenas alguns, certo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.