Google+

«

»

Nov 28

Imagem remasterizada de Europa feita pela sonda Galileo – APOD

PIA19048europa950

Créditos da imagem: NASA, JPL-Caltech, SETI Institute, Cynthia Phillips, Marty Valenti.

Dando voltas através do sistema Joviano no final da década de 1990, a nave espacial Galileo registrou uma vista deslumbrante de Europa, e descobriu evidências de que a superfície gelada da lua provavelmente esconde um profundo oceano global. Os dados de imagem de Europa feitos por Galileo foram recentemente remasterizados, usando novos ajustes melhorados para produzir uma imagem colorida próximo do que o olho humano pode ver.

As fendas curvas e longas de Europa sugerem que há água líquida abaixo da superfície. As flexões de maré que a grande lua experimenta na sua órbita elíptica ao redor de Júpiter fornecem a energia para manter o oceano líquido. Porém, mais tentadora é a possibilidade de que, mesmo na ausência de luz solar, o processo também poderia fornecer a energia para sustentar a vida, fazendo de Europa um dos melhores lugares para procurar vida fora da Terra.

Que tipo de vida poderia prosperar num oceano subsuperficial profundo e escuro? Considere até mesmo o camarão extremo aqui da Terra.

Acerca do autor(a)

Joaquim Farias

Joaquim Farias nasceu e vive em Uruoca, Ceará, Brasil.
É estudante de licenciatura em matemática e professor.
Futuramente será graduado em Astronomia, com especial atenção à Astronomia extragaláctica. Também é divulgador científico em páginas do Facebook (Espaço Astronômico e projeto Ciência e Astronomia) e muito fã da série Cosmos: uma viagem pessoal e, claro, de Carl Sagan.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>