Explorando As Antenas – APOD

AntennaePellicciaOlsen_mark1024

Dados da imagem: Subaru, NAOJ, NASA/ESA/Hubble, R.W. Olsen. Processamento: Federico Pelliccia e Rolf Wahl Olsen.

A cerca de 60 milhões de anos-luz de distância na constelação austral do Corvo (em latim: Corvus), duas grandes galáxias estão colidindo. As estrelas nas duas galáxias, catalogadas como NGC 4038 e NGC 4039, muito raramente colidem no curso do cataclismo pesado, com duração de centenas de milhões de anos. Mas as suas grandes nuvens de gás molecular e poeira muitas vezes provocam episódios furiosos de nascimento de estrelas perto do centro dos escombros cósmicos.

Abrangendo cerca de 500.000 anos-luz, esta visão deslumbrante composta revela também novos enxames de estrelas e material arremessado para longe do local do acidente por forças de maré gravitacional. A notável imagem é um mosaico construído usando dados de pequenos e grandes telescópios terrestres para realçar as correntes de maré ténues e de grande escala, composta também com os núcleos brilhantes fotografados em excelente detalhe pelo Telescópio Espacial Hubble.

É claro, a aparência visual sugestiva das estruturas de grandes arcos dá ao par de galáxias seu nome popular, “As Antenas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.