Pequena Galáxia azul poderá dar mais algumas informações sobre o Big Bang

Crédito: Hubble Space Telescope, NASA; A. Hirschauer & J. Salzer, Indiana University; J. Cannon, Macalester College; K. McQuinn, University of Texas

Crédito: Hubble Space Telescope, NASA; A. Hirschauer & J. Salzer, Indiana University; J. Cannon, Macalester College; K. McQuinn, University of Texas

AGC 198691 é o nome oficial de uma pequena galáxia anã que se encontra a cerca de 30 milhões de anos-luz de distância da Terra, na direção da constelação Leão Menor.
É uma galáxia do “universo local” com 1000 anos-luz de diâmetro e composta por alguns milhões de estrelas.

A galáxia tem o apelido de Leoncino, pequeno leão ou leãozinho.

O interesse da notícia é que é a galáxia com menor percentagem de metais (elementos químicos mais pesados que o Hidrogénio e Hélio) já encontrada.
Sendo tão pobre em metais, quer dizer que tem tido uma bastante fraca formação de estrelas.
Ter poucos metais, faz dela semelhante à geração inicial de galáxias no Universo (que também tinham poucos metais).
Assim, estudar esta galáxia pode dar-nos algumas informações sobre as condições próximas do Big Bang.

Fonte: comunicado de imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.