Nuvens em Plutão

O último pacote de dados da sonda New Horizons, com as informações obtidas durante a passagem por Plutão em Julho de 2015, está acabando de ser baixado e existem nele grandes novidades.

Plutão tem alguma neblina. No entanto, os astrónomos encontraram algumas candidatas a pequenas nuvens isoladas. Créditos: NASA / JHUAPL / SwRI

Plutão tem alguma neblina. No entanto, os astrônomos encontraram algumas candidatas a pequenas nuvens isoladas.
Créditos: NASA / JHUAPL / SwRI

Os astrônomos possivelmente encontraram nuvens em Plutão, o que é algo surpreendente, que faz com que a atmosfera do planeta-anão seja tão complexa quanto a sua geologia.

Além disso, descobriram que Plutão tem a superfície mais refletiva dos objetos do Sistema Solar.

Existem sinais de deslizamentos de terra na zona informalmente chamada de Serenity Chasma, em Caronte, lua de Plutão. Créditos: NASA / JHUAPL / SwRI

Existem sinais de deslizamentos “de terra” na zona informalmente chamada de Serenity Chasma, em Caronte, lua de Plutão.
Créditos: NASA / JHUAPL / SwRI

Os cientistas também identificaram feições relacionadas com deslizamentos de terra, ou melhor gelo, em Caronte.

Ilustração artística do encontro entre a sonda New Horizons e um novo Objeto da Cintura de Kuiper, o 2014 MU69. Créditos: NASA / JHUAPL / SwRI

Ilustração artística do encontro entre a sonda New Horizons e um novo Objeto da Cintura de Kuiper, o 2014 MU69.
Créditos: NASA / JHUAPL / SwRI

Já pensando no futuro, o Hubble está ajudando a New Horizons a caracterizar o seu próximo alvo, o 2014 MU69.
Para isso, fez medidas espectroscópicas que mostram que esse objeto do Cinturão de Kuiper é avermelhado, talvez até mais avermelhado que Plutão.

Vamos esperar por 1 de Janeiro de 2019, quando a New Horizons passar por ele, para termos mais informações sobre este objeto.

Fonte: NASA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.