Abr 19

Erupções em Encélado

Créditos: Cassini Imaging Team, SSI, JPL, ESA, NASA

A lua de Saturno, Encélado, poderá ter um oceano interior com condições favoráveis à vida como a conhecemos.

Em 2005, a sonda Cassini detectou jatos de vapor de água e gelo a serem expelidos do interior da lua Encélado.
Esta atividade hidrotermal é muito promissora em questões de vida.

Desde aí, as evidências têm-se acumulado que a lua Encélado tem um oceano interior de água líquida, debaixo da camada congelada na superfície.
O calor provém das flexões gravitacionais sofridas pela lua Encélado durante a sua órbita ao redor de Saturno.

A mais recente passagem da sonda Cassini por Encélado mostrou evidências que os jatos, e consequentemente o oceano interior, são ricos em hidrogénio molecular.
O hidrogénio molecular pode ser utilizado como alimento químico para eventuais micróbios que possam existir nesse oceano interior.

Ou seja, cada vez há mais evidências que esta lua de Saturno poderá ter condições para a existência de vida como a conhecemos.

Concluindo: não se detectou vida. Mas descobriu-se mais evidências que esta lua tem condições para suportar a vida microbiana como a conhecemos.

Fontes: APOD, Comunicado de Imprensa.

1 comentário

  1. Carl Sagan deveria estar vivo para ver isso!
    🙁

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.