Ago 04

David e Golias cósmicos

Esta imagem feita pelo Telescópio Espacial Hubble mostra a dança gravitacional entre duas galáxias na nossa vizinhança local.

A pequena NGC 1510 e a sua enorme vizinha NGC 1512 estão no início daquilo que culminará numa fusão galáctica.
Esta colisão galáctica dura há 400 milhões de anos.

Apesar do seu pequeníssimo tamanho, NGC 1510 está a ter um efeito significativo na estrutura de NGC 1512 e na formação de estrelas que aí se processa.

NGC 1512 e NGC 1510.
Crédito: ESA/Hubble, NASA

Na direita está a galáxia anã NGC 1510.
Devido à forte interação gravitacional com NGC 1512, esta galáxia anã tem uma fortíssima formação estelar (daí o intenso brilho azul).

A galáxia na esquerda chama-se NGC 1512 e está classificada como uma galáxia espiral barrada (com uma barra de estrelas, gás e poeira a atravessar o centro).
O seu disco interior é brilhante e azulado, devido a uma intensa formação estelar.
O seu anel exterior também é uma região de formação estelar, mas menos intensa.
Se notarem bem, veem que NGC 1512 estende-se para lá do que é aparentemente visível. Para lá do anel exterior veem-se braços espirais ténues e deformados que envolvem a NGC 1510. Estes enormes braços foram estendidos devido à forte interação gravitacional com a NGC 1510.
Na verdade, estes braços espirais no passado foram muito provavelmente parte de uma galáxia que foi destruída (e absorvida) pela NGC 1512, quando passaram muito perto uma da outra.

Fonte: Space Telescope

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.