James Webb: um mundo de problemas

Crédito: Alex Wong / Getty Images

Os problemas do Telescópio Espacial James Webb:

Problemas principalmente com a nave e com o escudo de calor.
A parte óptica está salva.

1 – os propulsores da nave foram limpos com um solvente errado, e algumas válvulas foram danificadas, elas tiveram que ser refurbished, provocando um atraso de 9 meses.

2 – o sistema de propulsão foi danificado quando os trabalhadores aplicaram uma voltagem errada neles, durante os testes. Tiveram que ser trocados, provocando mais 3 meses de atraso.

3 – um problema semelhante com a voltagem danificou o aquecedor usado como catalisador de um propulsor, levando a mais um mês de atraso.

4 – o escudo de calor sofreu vários problemas. O tempo previsto para abrir e fechar totalmente era: 1 semana para abrir e um mês para fechar. Demorou o dobro do tempo.

5 – vários rasgos nas folhas de Kapton do escudo foram identificados, o maior desses rasgos com 10 cm. Só o escudo de calor foram 7 meses de atraso.

6 – durante os novos testes de ambiente, acústicos e de vibração, vários parafusos, porcas e arruelas/anilhas foram encontradas debaixo do telescópio, ou seja, ele está se desmontando na bancada de testes. Existiu queda de parafusos e arruelas/anilhas do telescópio.

7 – por fim, o processo de integração e teste precisou ser estendido para que as lições fossem aprendidas. Mais 3 meses na programação.

Somando tudo, levando em consideração as sobreposições, são 18 meses de atraso, o que fez com que o lançamento pulasse de outubro de 2018 para maio de 2020.
Mas essa data não é definitiva ainda! Em junho saberemos a data correta.

Custos são extremamente complexos de serem avaliados.

Existem 3 custos:

1 – quanto a missão vai precisar de dinheiro para um determinado ano. Esse custo aparentemente está sob controle.

2 – custo total: o tal dos 8 bilhões de dólares. Esses atrasos todos irão superar esse teto. O quanto vai superar, só saberemos em junho de 2018.

3 – custo da vida toda do James Webb, o que inclui operação e desenvolvimento. Esse tem aumentado, o que é preocupante.

O efeito de tudo isso, um atraso em tudo, coloca em risco várias outras atividades, e coloca em risco a credibilidade.

Mas o James Webb ainda está sendo apoiado pela opinião pública.
Então esperemos o James Webb subir em 2020.

Fontes: Spacenews, International Business Times

1 comentário

  1. Acho que lá por 2020 mesmo!

    É que teremos um novo prazo para lançamento..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.