Pinturas nas Cavernas revelam uso de astronomia complexa

Algumas das mais antigas pinturas em cavernas podem revelar que os povos antigos tinham conhecimentos sofisticados de astronomia.
(nota: por “sofisticado” entenda-se: tinham mais conhecimento do que se pensava)
Esse conhecimento pode ter ajudado os povos antigos na navegação e fomentou a migração de Homens pré-históricos.

Investigadores das Universidades de Edimburgo e Kent estudaram as pinturas Paleolíticas e Neolíticas de animais.
Eles compararam as datas das pinturas (conhecidas pela análise química) com as posições das estrelas nessa altura.

Os trabalhos artísticos em vários locais na Europa podem não representar somente animais, como se pensava.
Mas os animais podem ser símbolos que representam constelações de estrelas no céu noturno.
Provavelmente as pinturas representam eventos marcantes como colisões de cometas.

Talvez há 40.000 anos, os humanos já calculavam a passagem do tempo através da posição das estrelas, incluindo como a posição das estrelas varia muito lentamente ao longo de milhares de anos.
Ou seja, o movimento da precessão da Terra, que é creditado como descoberta dos Gregos antigos, pode ter sido conhecido muito antes dos gregos.
(e, digo eu, o que será que se poderia saber do passado se a Biblioteca de Alexandria não tivesse sido destruída?)

Em Gobekli Tepe, uma das pinturas parece ser um memorial à devastação provocada por uma colisão de um cometa em 11.000 A.C.. Esta colisão levou a uma mini idade do gelo chamada de Younger Dryas.

Em França, a Lascaux Shaft Scene, parece mostrar uma outra colisão de cometa, que aconteceu em 15.200 A.C..

Pinturas da “Lascaux Shaft Scene” em França, pode mostrar uma colisão conhecida de um cometa no passado.
Crédito: Alistair Coombs

Pessoalmente, parecem-me conclusões demasiado especulativas com poucas evidências concretas, mas baseadas em correlações não provadas e deduções pouco sustentáveis (ex: desenhos dos animais representarem constelações no céu).

É incrível que eles até “sabem” como os antigos ligavam certas estrelas para representarem certos animais…
Se eu não souber qual é a constelação do leão, e desenhar um Leão; mesmo que este leão esteja a ligar várias estrelas no céu, só por muita sorte (muito improvável) é que as estrelas que eu liguei são exatamente as estrelas da constelação do leão.

Também me parece que existe uma pequena obsessão pela hipótese de múltiplos impactos de cometas durante o desenvolvimento cultural da Humanidade.

Ou seja, não me parece que as interpretações estejam razoavelmente sustentadas.

Por fim, é curioso que nenhum dos investigadores é astrónomo ou cientista. Um deles é engenheiro e o outro pertence ao departamento de estudos religiosos.

Fontes: artigo científico, comunicado de imprensa, Universe Today.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.