José Matos cadente

A apresentação que fiz este Verão sobre estrelas cadentes. Como tem animações é preciso ver com calma. Uma maneira interessante de partilhar palestras.

Observar o Céu Nocturno

Este livro é para os amantes da astronomia de observação nocturna. E quem melhor que Stephen James O’Meara para conselheiro e guia dos céus? O autor foi um dos que conseguiu ver os “spokes” (dando um aspecto “sujo”) nos anéis de Saturno quando mais ninguém se tinha apercebido até as sondas Voyager terem confirmado a …

Continue a ler

Ver no Escuro

A PBS produziu com base no livro do Timothy Ferris (Seeing in the Dark), um documentário sobre o mundo dos astrónomos amadores. É claro que só fala dos amadores americanos, mas não deixa de ser um bom documentário. É um convite à observação e ao fascínio dos céus…

Constelações diferentes

E se existissem as constelações Poeta, Mulheres, China, EUA, Heróis, Ciência, Pintor, Soldado, entre outras? E se o nome de algumas estrelas fosse Magellan (Magalhães), Colombo, Hitler, Cleópatra, Einstein, Shakespear, Beethoven, Pasteur, Darwin, Da Vinci, Spinoza, Paris, Praga, México, Jerusálem, Rio de Janeiro, Tolstoy, Platão, Sócrates, Roosevelt, Peter Pan, entre muitos outros nomes? Não, não …

Continue a ler

A importância das moscas no espaço…

Não há muito tempo, os macacos, cães eram enviados para o espaço como cobaias…. mas foram também enviados para o espaço… moscas! Com um objectivo muito distinto dos primeiros, obviamente. A ideia era tentar estabelecer quais os efeitos na saúde humana um ambiente de microgravidade. E assim foram enviadas 100 moscas da família Drosophilidae. É …

Continue a ler

A doença dos telescópios

Também sofro dessa doença dos telescópios. Dessa febre maldita. O primeiro telescópio que comprei foi um Tasco de 60 mm de diâmetro. No meu tempo eram vermelhos hoje são amarelos. Já não o tenho, mas dava apenas para ver a Lua e os planetas. Já não era mau, mas custou-me 325 euros em 1989. Hoje …

Continue a ler

Planetários

O Centro Multimeios de Espinho vai realizar em Outubro uma conferência sobre planetários portáteis. Uma novidade em Portugal, a seguir com atenção.

J1903+0327

Uma estrela dupla, em que uma delas é uma estrela como o nosso Sol e a outra estrela é um Pulsar, é uma combinação que não se pensava possível. No entanto, foi isso que se descobriu a 21.000 anos-luz de distância. O pulsar tem por nome J1903+0327, roda sobre si próprio 465 vezes por segundo, …

Continue a ler

Camelopardalis

Dalmiro F. Brocchi: “Camelopardalis is the absence of a constellation.” Esta é das constelações mais pálidas que podemos ver no céu. Em céus atacados por poluição luminosa é virtualmente impossível vermos Camelopardalis. Não é uma constelação fácil de observar mesmo em céus de magnitude limite 6. Parece uma constelação “invisível”…

Observar

Oscar Wilde: “We are all in the gutter, but some of us are looking at the stars.” Lord Dunsany: “A man is a small thing, and the night is very large and full of wonders.” Quintus Ennius: “No one regards what is before his feet; we all gaze at the stars”. Samuel Taylor Coleridge: “Deep …

Continue a ler

Load more