Michio Kaku e os OVNIs

UFOs Leslie Kean

O famoso Michio Kaku foi à TV falar do livro em cima.
Cometeu exactamente os mesmos erros da autora do livro, que já apontei neste post.
Falou acertadamente quando disse que os ETs deverão estar milhares ou milhões de anos mais avançados que nós. Só se esqueceu de dizer que nesse caso, todas estas observações de “naves” que parecem ser do nosso século XX, então são completamente mentira!

Michio Kaku demonstrou mais uma vez uma tremenda falta de sentido crítico, ao incrivelmente especular para assuntos para os quais não tem quaisquer evidências.
Mais uma vez, parece-me que isto é puro sensacionalismo para marketing pessoal, e do mais irresponsável.
Neste caso foi sobre o assunto dos OVNIs.

Nesta entrevista na MSNBC, o professor Michio Kaku “esquece-se” convenientemente de diversos aspectos sobre os quais temos conhecimento:

– o número 5% é um mito. Mesmo no Projecto Blue book, esses 5% eram todos aqueles que não se podiam comprovar que as pessoas estivessem a mentir; mas a verdade é que não havia evidencias do evento. Ou seja, não tinha nada a ver com “poderem ser naves extraterrestres”. Os 5% dizem respeito a: “Não podemos dizer se realmente existiu uma luz no céu, por isso não podemos repetir o evento para o estudar”.

– qualquer coronel ou piloto tem menos competência que Buzz Aldrin, e no entanto até Buzz Aldrin foi “enganado” pelo planetá Vénus, que ele pensou que fosse um OVNI a persegui-lo pelo céu.

– existem milhões de astrónomos amadores por todo o mundo que diariamente perscrutam o céu. Eles não reportam OVNIs. Porquê? Porque eles conhecem o céu e sabem identificar em segundos aquilo que estão a ver.

– verem-se OVNIs é um completo paradoxo. A verdade é que a Humanidade terá ao seu dispôr mantos de invisibilidade daqui por 10 anos. Assumir que extraterrestres avançados milhões de anos em relação a nós, não o têm, e por isso é que são vistos, é um perfeito disparate.

– verem-se luzes no céu e atribuir-se a naves extraterrestres é um completo disparate. É uma idiotice assumir que extraterrestres avançados milhões de anos em relação a nós, utilizam “faróis” de luz visível, quando nós próprios já não o fazemos em sondas interplanetárias porque a luz noutros comprimentos de onda dá-nos muita mais informação.

– o nosso planeta é demasiado pequeno, irrelevante, em todo o Universo. É incrivelmente desinteressante para ser visitado… a não ser nos sonhos antropocêntricos dos seus arrogantes habitantes ditos inteligentes. Nós somos limitados, insignificantes e indiferentes “para eles”.

– as imagens que aparecem na reportagem são, algumas falsas, e outras de projectos terrestres (como o B2). Ou seja, é curioso ele dizer uma coisa, mas apresentar evidências de serem projectos terrestres.

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Pois… isso acontece muitas vezes 🙁

    Se usar Mozilla Firefox, é simples. Basta clicar na tecla para trás, e o comentário aparece de novo, bastando digitar novamente a palavra anti-spam nova.

    Se usar I.E., quando clica para voltar para trás, para o comentário novamente, ele já não está lá.
    Por isso, o que aconselho neste caso é, antes de enviar, fazer copy-paste do comentário.
    Assim, quando volta, pode fazer “paste” e colocar a nova palavra anti-spam
    😉

  2. As vezes mando um comentário quilométrico. Daí digito as letrinhas mágicas e não vai porque demorei muito. E perdi todo o comentário. 🙁 Bom, vai ficar sem o meu fabuloso comentário. 😀

  3. Curiosamente, uma questão similar foi feita na nossa lista:
    http://groups.google.com/group/astro-PT/browse_thread/thread/c59f2f2d7f12fc57

  4. Exacto. Precisamente! 🙂

    Estamos no século XXI, e no entanto as “naves” que vemos nos céus parecem ser do nosso passado, do século XX.
    Supostamente deveriam ter invisibilidade (que teremos dentro de poucos anos), e um manancial de outros atributos que parecessem naves de séculos futuros. Já que seriam de “ETs muito avançados para viajar entre estrelas”. Até nem deveriam ser tecnologia.

    Mas não. As “naves” que vemos no céu são coisas antiquadas.

    Ou seja, OU é um paradoxo, OU então NÃO são de ETs avançados
    😉

    • Mário Silvério on 03/09/2010 at 19:02
    • Responder

    Está tudo quase bem a não o facto de estarmos no século XXI…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.