ATA suspenso, devido a migalhas

A semana passada, vários sítios deram esta notícia: o SETI iria suspender as suas atividades no Allen Telescope Array, por falta de financiamento público. Ou seja, deixamos de ouvir os extraterrestres.
Podem ler sobre isto, no Público, no DN, no Ciência Hoje, Space.com, Daily Galaxy, Discovery, Cosmic Diary, etc.

Eu soube disto antes de sair publicamente, mas sinceramente não dei qualquer importância.
Porquê?
Porque o SETI tem financiamentos privados.
Porque o SETI irá continuar em vários outros projetos, mesmo naqueles que são em “piggyback” (com base nos dados científicos de outros).
Porque o SETI é uma “caça aos gambuzinos”, devido ao antropocentrismo das suas pressuposições.
Porque o SETI, na minha opinião, não se sabe “vender”, não sabe divulgar toda a ciência que faz e desenvolve.

Mas mesmo com todos estes problemas, penso que deveria continuar.
Ou seja, objetivamente acho que não haver financiamento público faz todo o sentido. Mas subjetivamente gostaria que houvesse.

O conhecimento espacial tem péssimos financiamentos tendo em conta o dinheiro que se gasta em coisas inúteis.
Eu já disse aqui pelo blog que 2 dias de guerra no Iraque é equivalente a uma missão de rovers a Marte. Agora, façam as contas. Vejam ao tempo que dura a estúpida guerra no Iraque, e calculem quantas missões a Marte já poderíamos ter.
Neste comentário também dei os valores da fantástica Missão Rosetta que já visitou vários objetos espaciais e continua com sucesso rumo ao objetivo final. Mais uma vez, toda a missão custou 2 dias de guerra no Iraque ou 2 euros a cada pessoa de países da ESA.

Sinceramente, não entendo como se pode escolher tão mal… como se esbanja tantos recursos em coisas desnecessárias… enquanto ao conhecimento, retira-se recursos.

E acabo com uma infografia que me foi enviada por um amigo, precisamente sobre os gastos do SETI.
Note-se que o financiamento anual do SETI é o equivalente a 1 antena parabólica.

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. O ATA está “surdo”, mas o de Green Bank continua, como podem ler aqui:
    http://www.dailygalaxy.com/my_weblog/2011/05/-us-astronomers-launch-new-search-for-advanced-alien-life-on-86-planets.html

    • Ana Guerreiro Pereira on 04/05/2011 at 23:40
    • Responder

    OPS, normalmente escrevo gambOzinos… 😀 é com O, mas há quem escreva com U sem que isso seja considerado um erro.

    • Ana Guerreiro Pereira on 04/05/2011 at 23:34
    • Responder

    Estava a pensar que, apesar de ser, como lhe chamas, uma caça aos gambuzinos, continua a ser uma caça que produz conhecimento. Podem ter a abordagem menos correcta (antropocentrica, como dizes), mas o caminho só se percorre caminhando…

    E o que é degradante e gritante é a quantidade de dinheiro que se gasta em armamento. Se o Seti fosse um projecto militar, a ver se não era logo financiado…

    • Luis Barreiros on 04/05/2011 at 23:34
    • Responder

    Já tinha visto esta imagem, e se nos estados unidos é assim, em Portugal … nem quero pensar nisso (não por valores absolutos, mas proporcionais). Porque aqui o investimento na ciência e no desenvolvimento é practicamente nulo. O Observatório Astronómico de Lisboa que é mais um museu que um observatório, e se ainda subsiste é devido à dedicação e algumas boas ideias de quem lá trabalha, sem os recursos necessários. Programa espacial = Zero, tanto quanto sei, e espero não estar a cometer nenhum erro, apenas contribui indirectamente com um valor baixissimo para a ESA. Qualquer desenvolvimento cientifico a sério tem que receber apoio privado, e isso também escaceia … E sinceramente já estou farto de fornecer ideias e não ver nenhuma a ser aplicada por falta de fundos, quando depois vejo gestores incompetentes a receberem fortunas capazes de invejar algumas das grandes fortunas nos estados unidos.
    Tenho resistido à prespectiva da imigração, mas acho que estou a chegar ao ponto de ruptura (ops, agora já não se escreve “ruptura”, escreve-se “rutura”, sim porque isto é que é importante para os nossos políticos, o acordo ortográfico, é os portugueses deixarem de escrever português. Quanto a melhorar a nossa economia e apostar no desenvolvimento … isso não interessa) … sorry, apenas um desabafo de final de dia, mas preciso mesmo de um desafio fora deste país onde possa fazer algo intelectualmente estimulante, porque aqui …. Mas voltando um pouco mais atrás, às vezes penso na dedicação de pessoas como o Newton, Einstein, Gauss, Riemann etc. etc. etc. cujo trabalho realmente contribuíu para a humanidade, e depois vejo o esbanjar de recursos por parte dos decisores politicos (e de grande parte do povo também) que usufruiram do trabalho deles, e quase que diria … será que valeu a pena? mas pronto … nem quero pensar nisso. Avante 🙂 o que interessa é que o principe de inglaterra casou, e que o governo português ofereceu uma coleira de cortiça ao Obama para o cãozinho a quando da visita deste a Lisboa 🙂 ah, e a vinda do papa no papamóvel 🙂

  2. Já ouvi isso alguns anos atrás e o SETI continuou. Ainda existem boas escolhas e recursos apesar da falta de visão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.