Vemo-nos em Tribunal II – Blogger Português Processado

Há algum tempo atrás escrevi aqui sobre a prática de tentar intimidar os críticos com processos em tribunal. O próprio Carlos Oliveira foi ameaçado com um processo em tribunal por uma mulher que anda a espalhar todo o tipo de desinformação pela internet e que não gostou de ser criticada por isso.

Agora chega-nos o caso do blogger português Luís Grave Rodrigues, que está a ser processado por uma farmácia homeopática devido a este post. No texto ele constata o absurdo dos princípios da homeopatia à luz dos conhecimentos científicos, expressando ainda  a sua revolta por este tipo de produtos ser vendido com a complacência das autoridades.

É claro que a farmácia pode sentir-se genuinamente ofendida por o seu nome ter sido referido no post, assim como acreditar sinceramente na eficácia dos produtos que vende, não ponho de forma alguma isso em causa, ainda que a própria lei obrigue à rotulagem dos produtos homeopáticos com a frase: sem indicações terapêuticas aprovadas. O contra-senso desde caso, é simplesmente estarem a tentar negar a Luís Rodrigues o mesmo direito que utilizam para poderem afirmar o que quer que acreditem que os seus produtos fazem, o direito à liberdade de expressão.

Para o “registo simplificado” de um produto homeopático no Infarmed, basta que seja garantida a inocuidade do mesmo, isto é, que não possua consequências nefastas para a saúde. Requisito que é facilmente preenchido uma vez que a maioria é diluída até um ponto em que não resta uma molécula da substância original. Mas isto é claramente uma visão muito limitada da questão. Se eu produzir comprimidos que alegadamente conseguem curar doenças, podendo até acreditar nisso, mas que na verdade são compostos unicamente por açúcar e sem acção terapêutica distinta do efeito placebo, mesmo que os comprimidos sejam inofensivos, eu poderei estar a afastar as pessoas do tratamento que necessitam e a colocar a sua saúde em risco. Ao contrário de pulseiras e bandoletes quânticas, aqui a questão de “deitar dinheiro pela sarjeta” é o menor dos problemas.

Mesmo assim é mais do que provável que, por pressão da opinião pública, continuem a existir excepções na lei para algumas terapias ditas “alternativas” e que venham até a ser introduzidas mais. “Alternativas” que, ao contrário dos medicamentos convencionais, são isentas de demonstrar a eficácia por razões óbvias. A parte chata da verdade é que ela não é democrática nem legislável. A verdade é a verdade, independentemente de quantas pessoas acreditam ou não, e  mesmo que ofenda crenças pessoais.

O Julgamento de Luís Rodrigues será no próximo dia 17 de Abril, pelas 9,30H na 3ª secção do 3º juízo do Tribunal Criminal de Lisboa no Campus da Justiça.

Força Luís.

64 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. A ciência tem sido muito boa nestes últimos séculos para idiotas. Quem tem sentido crítico não acredita numa única palavra do que a ciência afirma. Ontem era verdade, hoje afinal já é mentira, amanhã talvez (…)

    (comentário editado)

    Poderia enumerar inúmeros exemplos da ciência, – que afinal não tem passado duma ciência enganosa – mas ficaria aqui até ao Natal.
    E isto não passaria duma luta de egos…..mas só para quem é mesmo idiota e não sabe o que fazer ao seu tempo. O meu é demasiado curto para ser desperdiçado com idiotices científicas.

    1. Caro João Alves,

      Editei o seu comentário por razões óbvias. É incrível que o João Alves consiga funcionar em sociedade com este tipo de ideias.

      Nada do que a ciência disse hoje, amanhã será mentira. Nunca se passou isso e nunca se passará. Mas talvez você não saiba ler. É normal. Demonstra uma tremenda falta de literacia funcional.
      http://www.astropt.org/2011/08/23/ciencia-nao-erra/

      Quanto ao João Alves perder tempo com idiotices científicas, parece-me que está a perdê-lo, já que está na internet, que lhe é dada pela ciência. Provavelmente utiliza computadores ou telemóveis, que também são as tais “idiotices científicas” de que fala. E já agora, a todos os segundos do seu dia, segue uma lei explicada pela ciência: gravidade. Proponho que deixe de ser hipócrita e passe mesmo a ignorar a ciência, no tecto de uma caverna sem qualquer conforto do mundo moderno.

      Passe bem.

  2. E a sentença foi: ABSOLVIDO!!!

    http://rprecision.blogspot.pt/2012/05/sentenca.html

    “Pois bem: foi hoje mesmo lida a sentença.
    Fui então absolvido dos crimes de que vinha acusado, pois o tribunal considerou que, não obstante o tom “truculento” do texto, eu estava no uso da minha liberdade de expressão.

    Quer isto dizer que, afinal, não cometi crime algum.
    Uma decisão que, de facto, não me surpreendeu, principalmente depois de no julgamento ter sido pericialmente estabelecido que a homeopatia constituía não mais do que (nas palavras de quem percebe do assunto) um autêntico «embuste químico».

    (…)

    Não há dúvida de que a iniciativa da Farmácia Homeopática constituía não mais do que uma manifesta intimidação de quem ousasse pôr em causa a venda de preparados declaradamente inócuos – e que só com essa característica o “Infarmed” autoriza a sua comercialização – e que são vendidos «sem indicações terapêuticas comprovadas».

    Pelos vistos não resultou: para o tribunal não constitui crime pôr-se em causa a venda de um preparado inócuo que constitui, afinal, uma terapêutica… sem indicações terapêuticas comprovadas…”

  3. Lembram-se do Raziel ter dito no seu 2º comentário aqui neste post que era somente a 2ª vez que comentava no blog?
    “esta seja a segunda vez que comento.”

    Pois, o troll do Raziel, que é o mesmo que o Principiante Espírita, afinal já tinha comentado antes.
    Uma pesquisa rápida aqui no blog por IPs e e-mails deu que este troll do Raziel já comentou como sendo “The Lastman” e como sendo “Lobo Guará”.
    http://www.astropt.org/2011/12/04/agencia-para-a-proteccao-da-saude-adverte-os-vigaristas-matam/comment-page-1/#comment-50242
    http://www.astropt.org/2008/08/22/2012/comment-page-4/#comment-47443
    http://www.astropt.org/2008/08/22/2012/comment-page-4/#comment-47453

    Como se percebe, os argumentos são sempre os mesmos, a citação de Einstein é sempre a mesma, diz sempre as mesmas idiotices sobre a ciência, e nunca aprende nada.
    As clonagens servem só para cobardemente se esconder atrás de uma máscara de troll.

    enfim… além de troll, é mentiroso.

    • O Principiante Espírita on 06/04/2012 at 15:06
    • Responder

    (comentário editado)

    1. “O Principiante Espírita” com o e-mail trollandocomclasse@hotmail.com … é verdade que trolou, mas sem classe nenhuma.
      Este é o Raziel, com o mesmo endereço de IP, mas agora, coitado, com outro nome porque na estupidez dele pensa que é mais inteligente que os outros.
      Novamente escreveu um comentário, SEM QUALQUER PONTA DE EVIDENCIA PARA A EFICÁCIA DA HOMEOPATIA, mas recorreu novamente aos argumentos atrás de que a ciência não sabe tudo… ou seja, tornou a fazer o chamado Apelo à Ignorância, porque ele é ignorante e não lê as explicações nos comentários atrás.
      Ou seja, tornou a dizer a mesma idiotice de sempre, para não dar qualquer evidência para a homeopatia. Percebe-se que é uma mente totalmente pseuda, fechada na sua crença fundamentalista em algo que não pode provar. E como não pode provar, diverte-se a dizer parvoíces sobre a ciência.

      Enfim… ao criar clones, prova-se que o único objectivo dele foi fazer de troll.

      Por isso, vai para SPAM.

      1. Até pode trollar com classe, mas não com muita inteligência. As pessoas têm a ideia ingénua de que tudo na internet é anónimo, mas basta comparar os endereços IP para se descobrir a identidade.

  4. Raziel,
    Primeiro não confundamos o uso de mesinhas e tisanas caseiras com a homeopatia. As duas primeiras remontam á antiguidade e são a base da farmacologia moderna, foi no conhecimento das plantas que surgiram os medicamentos, e ainda hoje grande parte dos medicamentos tem origens em substancias naturais, havendo tb já uma grande variedade que são compostos sintéticos. A homeopatia usa essas mesmas substancias e dilui-as até á “exaustão” e daí surgem os medicamentos homeopáticos. Só para citar um exemplo aqui já mencionado, o oscillococcinum é fabricado da seguinte forma: pega-se em 100 gr de fígado e coração de pato dilui-se em 200 ml de água, dessa diluição retira-se 20 ml e volta-se a diluir 200 ml de água e assim sucessivamente a até ter fazer 200 vezes o processo. Depois junta-se sacarose ou outro excipiente (não me lembro qual é nesta situação) et voilá, temos um comprimidinho para gripe. Se a gripe se cura com açúcar como é que nós não soubemos antes?
    Quanto ao exemplo dado pelo Raziel, das suas alergias, este não é valido. Muitas alergias da infância passam com a idade, devido ao amadurecimento do sistema imunitário, e é facto comprovado que há casos de alergias (como ao mofo, aos poléns, aos pelos de certos animais) que o contacto com as substancias optimizam o sistema imunitário. Daí que as vacinas para as alergias são fabricadas dessa forma, usam a substancia alergenea de uma forma atenuada de forma a “obrigar” o sistema imunitário a responder efectivamente e de forma mais rápida (conste-se que as vacinas para as doenças tb são fabricadas desta forma).
    Por isso a homeopatia não tem qualquer validade, e nem sequer é aceite em casos de doenças graves, mas saberia isso se tivesse lido os comentários anteriores e se tivesse lido até as disposições emanadas pela OMS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.