Eclipse Solar Anelar

Crédito: Mikael Svalgaard / APOD

Hoje, 20 de Maio de 2012, haverá um eclipse solar anular/anelar.
Este tipo de eclipses acontecem quando a Lua está um pouco mais afastada de nós, parecendo mais pequena, e por isso não consegue cobrir o Sol completamente.
No céu parecerá estar um “anel de fogo”.

A sombra do Sol irá percorrer cerca de 237 kms na superfície da Terra, em direcção a Este, durante um período de 3 horas e meia.
Começará no Sul da China, passará por Tóquio no Japão, atravessará o Oceano Pacífico, e acabará na Costa Oeste dos EUA.
O ponto máximo do eclipse será nas Ilhas Aleutas, onde se verá o eclipse durante 5 minutos e 46 segundos.

Já agora, este eclipse não foi previsto pelos Maias, não tem nada a ver com extraterrestres, não tem nada a ver com alinhamentos com objectos “por trás” do Sol, não provoca explosões solares e não vai acabar com a vida terrestre, como alguns vigaristas andam a dizer. A estupidez é tanta desses vigaristas que nem percebem que temos um eclipse solar todos os anos, temos alinhamentos constantes, temos explosões solares frequentemente, e nada disso acabou com os humanos. Mas enfim, tudo serve para vigarizar a população, mesmo com as mentiras mais absurdas.
Quem anda a divulgar mentiras são aqueles que nunca observaram o Sol, nunca perceberam o que é uma explosão solar, nem sequer sabem o que é um alinhamento. Ou seja, só divulga disparates, quem, sem qualquer conhecimento dos assuntos, tem por único objectivo vigarizar as pessoas.
Opiniões ignorantes todos podem ter. Conhecimento só está ao alcance daqueles que querem aprender sobre os assuntos. Aqueles que divulgam mentiras não estão interessados em ter conhecimento dos assuntos, mas estão interessados somente em enganar as pessoas.

Este eclipse, na sua fase de totalidade, começa às 23:06 (hora de Portugal) na China, e termina às 2:39 (hora de Portugal) de dia 21 de Maio nos EUA (onde ainda será dia 20).

Ou seja, se o leitor estiver entre a China e a Costa Oeste dos EUA, verá o eclipse durante a tarde.
Se estiver na Europa (por exemplo, Portugal), Continente Sul-Americano (por exemplo, Brasil), Austrália, etc, nada verá. Só poderá ver pela net, nos vídeos mencionados mais abaixo.

Para quem não pode ver este evento ao vivo, pode sempre segui-lo via internet.

Podem ver todo o evento, na página do SLOOH.

Podem ver aqui, a partir do Monte Fujiyama, no Japão:


Free desktop streaming application by Ustream

Podem ver aqui, a partir de Hong Kong, na China:


Streaming by Ustream

Podem ver aqui, a partir da Área 51, Nevada, EUA:


Free live streaming by Ustream

18 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Os 237 km não é o comprimento do percurso! É a largura da zona (perpendicular ao percurso) em que há anelaridade (ou anularidade, ou anilaridade — não sei como se diz em Português)!

  2. Estamos em pleno eclipse!!! 😀

    1. Agora são quase 21:00 horas no Brasil central… onde está o máximo do eclipse no momento?

      Tentei vê-lo pelo link no Japão… mas os céus japoneses estavam nublados 🙁

      1. No nosso Facebook, os leitores foram pondo algumas fotografias e comentários do que iam vendo 🙂

  3. Obrigada!
    Pois, claro… eu não estava a pensar na órbita da Lua em torno da Terra.

    1. Tal como o Sérgio disse a Lua esteve mais próxima há 2 semanas atrás:
      http://www.astropt.org/2012/05/05/maior-lua-do-ano-e-nesta-noite-de-sabado-para-domingo/
      Agora está quase no ponto oposto…. ou seja, mais longe. 😉

      Quanto ao Sol, durante o Verão no Hemisfério Norte é quando o Sol está mais afastado da Terra.
      Daqui a 1 mês temos a entrada no Verão 😉

      abraços!

    • Maria Emília Simões on 20/05/2012 at 14:40
    • Responder

    Olá!
    O seu currículo é impressionante, e sou tanto mais sensível a isso quanto teria gostado de seguir Astrofísica. Contudo, o facto de ser dotada para a Física mas não para a Matemática impediu-me de sequer o tentar, e levou-me para a Filosofia. Ainda hoje leio tudo o que posso de Física pelo prazer que isso me dá…
    Posto isto, gostava de lhe dizer que não entendo o que o leva a perder tempo com as supostas profecias de uns e as crenças de outros. Se acaso estudou os calendários Maias e as crenças desenvolvidas em torno disso, já poderei compreender que manifeste uma opinião tão forte sobre esta matéria.

    De qualquer modo, a sua falta de flexibilidade para com as crenças alheias (decerto inofensivas para a Humanidade, neste caso, e muitas vezes sinceras) surpreende-me: sempre achei que um cientista com uma formação tão rica e diversificada, estaria, mais do que qualquer outra pessoa, apto a compreender que as crenças são muitas vezes o primeiro passo para grandes descobertas, incluindo mudanças (bem necessárias, julgo eu) de paradigma.

    Depois, a única coisa que me aborrece mesmo no seu interessante post é que não me forneceu a hora para ver o eclipse… ;D

    Obrigada e felicidades.

    M.E. S.

    1. “não entendo o que o leva a perder tempo com as supostas profecias de uns e as crenças de outros”

      O meu curriculum é irrelevante para se dizer a verdade. Eu podia não ter curriculum nenhum que diria na mesma a verdade.

      Como poderá ler em diversos posts aqui no blog, há pessoas que ficam na miséria, filhos que não têm o que comer, pessoas que se suicidam, e outras que cometem homicídios… tudo devido a estas profecias e crenças.

      Como perceberá, se quem tem conhecimento não diz qual é a verdade, os únicos que se fazem ouvir são os vigaristas que levam à morte de pessoas.

      “Se acaso estudou os calendários Maias e as crenças desenvolvidas em torno disso, já poderei compreender que manifeste uma opinião tão forte sobre esta matéria.”

      Se ler diversos posts aqui no blog, até perceberá que fiz cursos sobre isso.
      Assim, sugiro-lhe a leitura deste blog 😉

      “a sua falta de flexibilidade para com as crenças alheias”

      Eu sou inflexível até para as minhas crenças, como tenho dito aqui no blog várias vezes.
      Crenças e conhecimento estão em oposição, logo as minhas crenças são irrelevantes perante os factos.

      “as crenças alheias (decerto inofensivas para a Humanidade”

      Como poderá ler em diversos posts aqui no blog, há pessoas que ficam na miséria, filhos que não têm o que comer, pessoas que se suicidam, e outras que cometem homicídios.
      Eu não considero isto como inofensivo para a Humanidade… 🙁

      “sempre achei que um cientista com uma formação tão rica e diversificada, estaria, mais do que qualquer outra pessoa, apto a compreender que as crenças são muitas vezes o primeiro passo para grandes descobertas, incluindo mudanças (bem necessárias, julgo eu) de paradigma.”

      Dê-me lá exemplos.

      Herschel, por exemplo, descobriu Úrano, apesar das suas crenças.
      Kepler, por exemplo, descobriu as órbitas elípticas, contrárias às suas crenças extremamente religiosas.
      Darwin, por exemplo, desenvolveu a Evolução, contrária às suas crenças religiosas.
      Newton, por exemplo, descreveu a Gravidade, independentemente das suas crenças religiosas.
      Einstein, por exemplo, desenvolveu a Relatividade, independentemente das suas crenças religiosas.

      Todos estes, e centenas de milhares de outros exemplos, perceberam que as suas crenças individuais eram irrelevantes para a verdade do Universo. Para encontrarem a verdade, teriam que provar experimentalmente, cientificamente, aquilo que estavam a dizer.

      Por isso, fico à espera desses seus exemplos. 😛

      “Depois, a única coisa que me aborrece mesmo no seu interessante post é que não me forneceu a hora para ver o eclipse… ;D”

      Depende do sítio onde está.

      Eu fui claro ao dizer no post, isto:
      “Começará no Sul da China, passará por Tóquio no Japão, atravessará o Oceano Pacífico, e acabará na Costa Oeste dos EUA.”
      “Este eclipse, na sua fase de totalidade, começa às 23:06 (hora de Portugal) na China, e termina às 2:39 (hora de Portugal) de dia 21 de Maio nos EUA (onde ainda será dia 20).”
      Ou seja, se estiver entre a China e a Costa Oeste dos EUA, verá o eclipse durante a tarde.
      Se estiver na Europa, Continente Sul-Americano, Austrália, etc, nada verá. Só poderá ver pela net, nos vídeos mencionados no post. 😉

      Termino sugerindo que leia diversos posts aqui no blog que respondem a algumas das suas considerações 😉

      abraços!

      • Maria Emília Simões on 20/05/2012 at 19:14
      • Responder

      Olá!
      Obrigada por me responder tão depressa. Como já deve ter reparado, caí aqui à procura de dados sobre o eclipse, e portanto terei de explorar o blog aos poucos para saber dessas suas pesquisas.
      😀
      Gosto de saber que tem investigado tudo isso, mas continuo a achar que nos faltam muitas respostas e que nem todas serão da alçada da ciência. Há coisas para além do domínio científico e estritamente racional, pela simples razão, talvez, de que anda não chegámos a esse ponto de desenvolvimento – ou talvez pertença mesmo a outro domínio do conhecimento.

      Vai desculpar-me, mas as pessoas que fazem essas asneiras são as primeiras responsáveis por elas… Lamento, mas se vão em conversas de charlatães, é responsabilidade delas próprias.O respeito pelo livre-arbítrio impede-me de usar um critério para as minhas acções e outro para as acções alheias: não pode haver coitadinhos! Posto isto, penso que charlatães deveriam apodrecer na prisão, mas também admito que haja pessoas que honradamente procuram respostas em dimensões metafísicas que, por isso mesmo, não são científicas.

      Talvez eu esteja muito sensível a isto porque, precisamente, estou numa fase da minha vida em que as respostas que tinha falharam redondamente e procuro noutras áreas algo que faça sentido. Profecias do fim do mundo não me impressionam nem condicionam, mas tenho reparado que há em nós uma dimensão espiritual com um grande impacto nas nossas vidas, e interessa-me entender essa realidade.
      No entanto, não vejo razão para ser incompatível a previsão não-científica de um fenómeno (vulgo profecia) e a ocorrência do dito fenómeno. Se isso acontecer, o que importa é descobrir o que é que pode causar essa previsão, que tipo de relação com o espaço e o tempo torna possível essa ocorrência, sei lá… Zangar-se e chamar vigaristas não adianta nada ao conhecimento, pois não?

      Havia uma profecia qualquer (e antiga – não fixei a quem era atribuída) de um terramoto para hoje, e ocorreu um no norte de Itália.Que pode significar isto? decerto não uma simples vigarice, não é? Nem simples coincidência. É demasiado simples decidir que não passa de uma dessas duas coisas – ainda que eu, sinceramente, seja pouco sensível a este tipo de coisas. Para além do mais, não tenho ferramentas para em dedicar a uma investigação deste tipo, e por outro não tem nada a ver com os problemas que de facto me interessam e aos quais dedico a minha atenção.

      O Carlos responde-me como cientista, como seria de esperar, claro…
      Estou um bocado esquecida dessas coisas, mas lembro-me bem que um dos astrónomos (Tycho Brae ou Kepler?) começou por postular órbitas circulares porque isso correspondia ao conceito de perfeição inerente aos céus, morada de Deus, e só depois, contrariado pelos resultados dos seus cálculos, chegou às órbitas elípticas… O que eu quero dizer é que se parte de uma hipótese, e que ela pode muito bem ser ditada por crenças, mas uma vez sujeita ao cálculo e a toda a ferramentália do método científico os erros serão detectados e daí resultará o conhecimento devidamente fundamentado. É nesse sentido que eu falo de crenças fecundas para o progresso do conhecimento. Há um historiador da Filosofia, inglês, chamado Cornford, salvo erro, que dedicou um livro a demonstrar que “o temor de deus é o princípio de toda a sabedoria”, isto a propósito da emergência do primeiro conhecimento racional com os filósofos gregos.O livro chama-se precisamente Principium Sapientiae, creio.

      Agradeço-lhe muito a oportunidade de trocar ideias sobre este assunto. É um privilégio ter um interlocutor com a sua formação. Pressinto – não: sei! – que não olhamos para as coisas da mesma maneira, mas isso é algo muito positivo para mim…Sou uma racionalista apaixonada por epistemologia e ética, irredutivelmente adversa à religião mas que aos poucos se revelou interessada pela espiritualidade. Um ser filosófico reciclado! 😉

      Não tenho muitas esperanças de podermos continuar a dialogar, pois imagino a sua vida atarefadíssima e recheada de focos de atenção que o solicitam constantemente, mas este bocadinho já foi muito refrescante. Muito obrigada por isso! 😀
      Felicidades e abraço

      1. Olá Maria Emília,

        Sim, estou aqui pela net devido à final da Taça de Portugal 😉
        Fora do país, só pela net posso ver 😉

        “e portanto terei de explorar o blog aos poucos para saber dessas suas pesquisas.”

        Espero que se sinta bem neste espaço 😉

        “mas continuo a achar que nos faltam muitas respostas e que nem todas serão da alçada da ciência.”

        Mas o desconhecido, é precisamente o que move a ciência 😉

        “Vai desculpar-me, mas as pessoas que fazem essas asneiras são as primeiras responsáveis por elas… Lamento, mas se vão em conversas de charlatães, é responsabilidade delas próprias.”

        Não precisa pedir desculpa. 😉
        Mas deixe-me fazer mais uma pergunta, para tentar compreender a sua ideia.

        Que responsabilidade teve uma miúda italiana o ano passado, que após receber meses de brainwashing em sites de vigaristas, se suicidou com medo do cometa Elenin?

        Que responsabilidade têm as pessoas que, em desespero, vão à procura de conforto na pseudo astrologia?

        Eu compreendo o desespero e a esperança das pessoas que procuram os astrólogos. Não compreendo as vigarices que esses mesmos astrólogos fazem. Nem é não compreender. É pensar que deveria ser crime vigarizar as pessoas… ou como disse a Maria Emília: “penso que charlatães deveriam apodrecer na prisão”.

        “mas tenho reparado que há em nós uma dimensão espiritual com um grande impacto nas nossas vidas, e interessa-me entender essa realidade.”

        A dimensão espiritual é muito maior quando se entende a grandeza do Universo 😉
        Tenho-o dito várias vezes por aqui, e há pessoas que confundem isso com falta de espiritualidade.

        “Se isso acontecer, o que importa é descobrir o que é que pode causar essa previsão, que tipo de relação com o espaço e o tempo torna possível essa ocorrência, sei lá… Zangar-se e chamar vigaristas não adianta nada ao conhecimento, pois não?”

        Nenhuma profecia pseudo alguma vez se concretizou. Só o ano passado tivemos dezenas delas.
        Já 100% das profecias científicas acontecem diariamente:
        http://www.astropt.org/2011/05/21/profecias-da-ciencia/

        “Havia uma profecia qualquer (e antiga – não fixei a quem era atribuída) de um terramoto para hoje, e ocorreu um no norte de Itália.Que pode significar isto? decerto não uma simples vigarice, não é? Nem simples coincidência.”

        Há centenas de terramotos todos os dias.
        http://quakes.globalincidentmap.com/

        Prever um terramoto é a mesma coisa que prever que o Sol vai nascer no dia seguinte…

        Logo, “prever um terramoto” é pura vigarice… porque só serve para apanhar os mais ignorantes (aqueles que ignoram os dados sobre terramotos).

        Essa foi a estratégia do Mensur Omerbashich, por exemplo.
        Já falei disso várias vezes aqui no blog, como por exemplo, aqui;:
        http://www.astropt.org/2011/09/07/cometa-elenin-esta-se-a-desintegrar/comment-page-1/#comment-45629

        Sugiro que leia os nossos posts e comentários 😉

        No comentário original, até coloquei as minhas previsões:
        http://www.astropt.org/2011/08/09/nasa-fotografa-cometa-elenin/comment-page-1/#comment-44592
        “Vou fazer como o Mensur: amanhã vai haver um terramoto na Califórnia, devido ao nariz do Rodolfo, a rena voadora do Pai Natal, estar alinhado com a estrela Vega.
        Podem ir ao site amanhã, e ver que acertei!
        http://quakes.globalincidentmap.com/
        Será que a partir de amanhã vão dizer que sou profeta?”

        Dois dias depois coloquei este comentário:
        http://www.astropt.org/2011/08/09/nasa-fotografa-cometa-elenin/comment-page-1/#comment-44668
        “Incrível. Ontem houve 52 terramotos na Califórnia!!!
        Está provado que o Pai Natal existe, e que Rodolfo, uma das renas do Pai Natal, passou pela Califórnia 52 vezes!!
        O alinhamento do nariz do Rodolfo levou a todos esses terramotos!
        E eu sou um profeta com 110% de sucesso nas profecias que faço!”

        Como se percebe, só quem é MUITO vigarista é que se pode aproveitar das pessoas com previsões de terramotos.
        Infelizmente, na internet não faltam destes vigaristas.

        “Estou um bocado esquecida dessas coisas, mas lembro-me bem que um dos astrónomos (Tycho Brae ou Kepler?) começou por postular órbitas circulares porque isso correspondia ao conceito de perfeição inerente aos céus, morada de Deus, e só depois, contrariado pelos resultados dos seus cálculos, chegou às órbitas elípticas… O que eu quero dizer é que se parte de uma hipótese, e que ela pode muito bem ser ditada por crenças, mas uma vez sujeita ao cálculo e a toda a ferramentália do método científico os erros serão detectados e daí resultará o conhecimento devidamente fundamentado.”

        Sim, Kepler 😉
        Com o resto, concordo totalmente. Toda a gente tem crenças. Mas só chega “mais longe” quem as coloca de lado em face das evidências.
        Como tenho dito várias vezes, só quem tem um ego enorme pode pôr as suas crenças individuais acima das leis do Universo. Quem arrogantemente acha que o Universo tem que se sujeitar às suas crenças pessoais.
        O que deve acontecer é que nós é que estamos ao serviço do Universo, logo o Universo está sempre acima de nós.

        “mas que aos poucos se revelou interessada pela espiritualidade.”

        Eu adoro o tema, e já tenho escrito várias vezes sobre isso 🙂

        Alguns exemplos:
        http://www.astropt.org/2012/05/07/acima-de-deus/
        http://www.astropt.org/2010/10/13/fe-num-contexto-astronomico/
        http://www.astropt.org/2010/02/25/sagan-e-a-espiritualidade/
        http://www.astropt.org/2010/01/30/mensagem-de-sagan/
        http://www.astropt.org/2012/02/20/einstein-sobre-deus/
        http://www.astropt.org/2012/04/26/um-mundo-infestado-de-demonios/
        http://www.astropt.org/2012/03/31/mito-moderno/
        http://www.astropt.org/2010/09/13/hawking-e-deus/
        http://www.astropt.org/2010/09/04/deus-e-hawking/
        http://www.astropt.org/2011/12/13/nos-queremos-saber/
        http://www.astropt.org/2010/12/26/a-ciencia-salvou-a-minha-alma/

        Obrigado pelos seus comentários extremamente interessantes e conhecedores 😉

        abraços

  4. É “quando a Lua que está mais afastada de nós” ?
    Ou é a Terra que está num ponto da órbita mais próximo do Sol?
    Ainda há pouco tempo tivémos o perigeu da Lua. Ela estava mais próxima da Terra.

    1. Não Ana. É tal como o Carlos explicou. O período orbital da Lua é de 27,3 dias, logo faz sentido que duas semanas após o seu perigeu, a Lua se encontre no apogeu da sua órbita (no ponto mais afastado da Terra). Na verdade, o eclipse ocorrerá exactamente 31 horas após o apogeu, ou seja, a Lua estará suficientemente afastada para que a sua silhueta não cubra completamente o Sol. 😉
      Quanto à Terra, dirige-se neste momento para a apoélio, que ocorrerá no início de Julho, ou seja, está a mais de meio caminho entre o ponto mais próximo e o mais afastado do Sol.:)

  5. Estou a usar como “wallpaper” o Walch que tem uma opção que coloca no ecrã uma imagem da Terra actualizada de meia em meia hora (http://ubuntuforums.org/showthread.php?t=1697229)
    Vou ver qual o efeito que o eclipse tem na imagem.
    É em Linux, claro, actualmente no Ubuntu 12.04 Precise Pangolin.

    1. Correcção: Wallch
      Já agora, ver de preferência em http://maketecheasier.com/wallch-set-live-earth-as-your-desktop-wallpaper
      Não conheço nenhuma versão para Windows mas é provável que haja equivalente.
      Não sei se num eclipse anula, que não produz uma sombra completa, a penumbra é suficiente para ser visível numa imagem deste tipo.

        • Bufarinheiro on 21/05/2012 at 09:49

        Que porcaria é essa do “slow down cowboy”?

      1. Não sabemos muito bem. Não depende de nós.

        Pensamos que se trata de uma protecção do sistema de comentários contra SPAM de comentários enviados seguidamente num curto espaço de tempo.

    2. Boa 🙂

        • Bufarinheiro on 21/05/2012 at 09:46

        Estive a acompanhar as alterações ao meu papel de parede, principalmente entre as 11h e a meia-noite e entre as 2 e as 3 da manhã, enquanto observava o eclipse nas emissões de Fujiyama e do Nevada nos links que vocês indicaram. No link de Hong Kong pouco mais vi além de uma imagem cinzenta quase indiferenciada.
        Se no primeiro caso me pareceu claramente que as nuvens que cobriam grande parte do arquipélago japonês eram mais escuras depois do nascer do sol local e assim se mantiveram durante algum tempo, sendo às 2h da manhã (nossa hora) já bastante mais claras, permitindo supor que durante as primeiras duas ou três horas estavam na penumbra do eclipse que depois se deslocou para leste, já no caso americano, quase sem nuvens, não vi nada que me parecesse atribuível ao eclipse.
        Não me pareceu, apesar do claro/escuro das nuvens sobre o Japão (a minha opinião sobre isso pode ser classificada de subjectiva) ter sido uma observação incontroversa dos efeitos do eclipse na superfície terrestre. A penumbra, como suspeitava, não chega a ser suficientemente concludente.
        Agora resta-me esperar por um eclipse total do sol para tentar ver uma sombra circular da Lua suficientemente bem definida para não ter dúvidas.

  1. […] + totalidade + anel de diamantes + anel de diamantes, 2010, 2009, noite), Parcial, Anelar (2013, 2012 e 20 fotos, 2010, 2008), Híbrido (2013 próximo com fotos). Lunar (2014, 2013, 2012, 2011 com […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.