Líridas 2013: Chuva de Meteoros em Abril

Localização das Líridas no Hemisfério Norte

Localização das Líridas no Hemisfério Norte

Com esta “chuva de estrelas” a acontecer entre os dias 16 e 25 de abril, espera-se o pico das Líridas na noite de 21 para 22 de abril (tanto no hemisfério norte como no hemisfério sul), infelizmente com o brilho excessivo de uma Lua quase cheia. Mas assim que o céu estiver completamente escuro, olhe para este, procure a constelação da Lira através da sua brilhante estrela Vega e espere que os meteoros rasguem o céu com brilho.

Abril é o Mês Mundial da Astronomia, pelo que não poderia faltar uma chuva de meteoros, mesmo que com um número baixo de meteoros: as Líridas. Mas nem por isso deixam de merecer alguma atenção já que, apesar de a sua taxa horária ser de apenas 10 a 20 meteoros, as Líridas são geralmente uma “chuva” com meteoros de grande dimensão. Talvez, entre as poucas que apanhe, consiga vislumbrar um gigantesco meteoro a rasgar os céus, uma vez que as Líridas deixam rastos luminosos e são normalmente bastante brilhantes.

Líridas no Hemisfério Sul

Líridas no Hemisfério Sul

Infelizmente a Lua irá brilhar em demasia na noite do pico das Líridas. Mas, se está à caça, observe a chuva a partir das 04 da manhã no hemisfério norte (e às 06 da manhã no hemisfério sul), já que a esta hora a Lua já se “deitou” e verá, assim, mais meteoros.

As Líridas são famosas por alguns surtos inesperados (como aquele que foi testemunhado na Florida e no Colorado, em 1982), podendo algumas vezes atingir uma taxa de 100 meteoros por hora. Mas estas manifestações são raras e difíceis de prever, podendo acontecer este ano, como no ano seguinte ou apenas daqui a 50 anos. Mas é esta imprevisibilidade que torna as Líridas uma boa razão para estar atento ao céu nocturno.

Não é necessário um telescópio para observar uma “chuva de estrelas”, mas é importante um céu escuro. Assim, para observar o bonito espectáculo de uma chuva de meteoros, desloque-se para uma zona com pouca poluição luminosa. Não se esqueça de levar roupa quente,  pois as noites podem ser muito frias.

Lirídeas 2012 vistas para Estação Espacial Internacional

Lirídeas 2012 vistas para Estação Espacial Internacional

Arranje um mapa do céu e saiba quando e para onde olhar:

Mapa do Céu Hemisfério Norte: aqui.

Mapa do Céu Hemisfério Sul: aqui.

 

Mais em: EarthSky

               MeteorShowersOnline

Em Portugal: Recursos Educativos

No Brasil: UOL Notícias

2 comentários

4 pings

  1. É demais, eu vi um pouco e achei incrivel !

  2. Teve um grande meteorito que ocorreu na Argentina ontem, nao se tem registros de onde teria caido, mas assustou o pessoal de la, falaram que seria dos Liridios tambem.
    Falam que foi tao impressionante quase tanto quanto este da Russia.
    fonte: http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5iPT4AcbdQU0nwweC2Gk1yaEcMUBg?docId=CNG.3945ab8b5b36fa740208264438fa37b7.101

    Fico pensando se ja que amanha eh o momento mais alto destes meteoritos, qual seria a probabilidade de ocorrerem estes outros maiores como este da Argentina.

  1. […] imagem vemos um brilhante meteoro das Líridas a rasgar os céus sobre o Lago Crater, […]

  2. […] chuvas de meteoros de Abril na Terra incluem as Lirídas, observadas há mais de 2.000 anos, quando o planeta faz sua passagem anual através do fluxo de […]

  3. […] – Chuvas de Meteoros: Quadrantidas. Líridas (2013, 2012). Eta Aquarids, Perseidas (2013, 2011 (aqui), 2010, 2009), Dracónidas (e aqui), Leónidas, […]

  4. […] Para saber mais sobre este assunto, leia este nosso artigo. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.