Tabela Periódica completa?

periodic_table_large

No passado mês de Janeiro foram descobertos quatro elementos que completaram a sétima linha da tabela periódica, como podem ler aqui, aqui, aqui e aqui.

O padrão/classificação conhecido como Tabela Periódica, com uma ordenação brilhante dos elementos, é um dos maiores sucessos organizativos da ciência.

Os novos elementos têm os números atómicos 113, 115, 117, e 118.

Quem previu a existência destes elementos foi a ciência – neste caso, o padrão organizativo conhecido como Tabela Periódica.
Quem descobriu os elementos foi a ciência, os cientistas. Como sempre.

No entanto, lembro-me de durante cerca de 20 anos, nos círculos ufológicos, ouvir-se continuamente falar, e dar-se credibilidade, a uma personagem chamada Bob Lazar, que afirmava que trabalhava na Área 51, que tinha lá visto naves alienígenas, e que o combustível delas era o elemento 115.
Ou seja, uma pessoa decide dizer que trabalhava numa instalação secreta, sem quaisquer evidências para isso, e uma legião de pessoas decide crer cegamente em qualquer coisa que lhe digam (nota: eu também posso dizer que trabalho num laboratório na Antártica).
As semelhanças com as seitas religiosas não terminam aqui: Lazar, inteligentemente, utilizou uma previsão da ciência (da Tabela Periódica) para imaginar algo que não se podia experimentar na prática. É o mesmo que dizer que deus é a causa dos trovões ou da chuva, há 10.000 anos atrás. É o chamado “God of the Gaps”, “Deus das Lacunas” – deus é uma palavra que serve para nomear algo que ainda não foi explicado pela ciência. Foi isso que Lazar fez quando utilizou o elemento 115 (previsto pela ciência) para supostamente explicar algo que não podia ser experimentado pela ciência.

Com a descoberta do elemento 115, Ununpentium, Lazar vai para o mesmo sítio para onde a “explicação” deus vai quando os fenómenos são finalmente explicados pela ciência: as pequenas anotações em livros de história que nos fazem pensar: como é que naquela altura as pessoas podiam acreditar cegamente em “explicações” sem quaisquer evidências só porque alguém o diz?

A existência deste “Deus das Lacunas” em praticamente todos os assuntos relacionados com UFOs/OVNIs mostra-nos que esta crença está ao nível das seitas religiosas.

Por fim, por mais exemplos que existam deste padrão psicológico ao longo da história (utilizar o deus das lacunas para não-explicações, e manipulação das pessoas com crenças religiosas mesmo em assuntos aparentemente não-religiosos), é triste que as pessoas continuem em pleno século XXI a não terem sentido crítico e a caírem sempre nas mesmas manipulações.

2 comentários

  1. Grande texto!

    Ainda não tive tempo para escrever sobre isso, mal tenha, espero que seja esclarecedor!

    Abraço!

  2. Bem, agora resta-nos acrescentar uma nova linha na Tabela Periódica… Felizmente o Excel tem uma ferramenta que o faz facilmente (“Insert –> line”)… lol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.